Açoriano Oriental
Pelo menos 47 mortos e 16 desaparecidos devido a vulcão em erupção no Japão
As autoridades japonesas informaram que 16 pessoas continuam desaparecidas junto ao cume do monte Ontake, cujo vulcão entrou em erupção no passado sábado, numa altura em que o número de vítimas mortais ascende a 47.
article.title

Foto: EPA/JAPAN'S GROUND SELF-DEFENCE FORCE
Autor: Lusa/AO online

 

As autoridades de Nagano, onde se localiza o monte Ontake, confirmaram as informações anteriormente divulgadas pelos ‘media’.

O monte Ontake, o segundo mais alto vulcão do Japão a seguir ao do Monte Fuji, com 3.067 metros, situado no centro do país, começou a expelir fumo, rochas incandescentes e cinzas na madrugada de sábado, de acordo com a Agência Meteorológica.

Centenas de pessoas faziam caminhadas junto ao vulcão no momento da erupção, mas a maioria conseguiu abandonar a zona ou foi retirada designadamente com a ajuda de helicópteros militares.

A última grande erupção do Ontake foi em 1979, quando expeliu cerca de 200.000 toneladas de cinzas; em 1991 aconteceu uma outra, ainda que de menor amplitude, e em 2007 uma nova erupção causou uma série de terramotos vulcânicos.

O Japão está localizado sobre o Anel de Fogo do Pacífico, contando com mais de uma centena de vulcões ativos e latentes.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.