Oposição socialista acusa PSD falhar "desafios essenciais"


 

Lusa/AO online   Regional   29 de Out de 2012, 08:48

O vereador socialista na Câmara de Ponta Delgada, José San Bento, acusou os sucessivos executivos municipais do PSD de terem "falhado os desafios essenciais" do maior concelho dos Açores, onde o PS não é poder há 19 anos.

“A revitalização social, habitacional e económica é um desafio essencial que falhou”, afirmou José San Bento.

José San Bento frisou que a situação se agudizou nos últimos 11 anos, sob a presidência de Berta Cabral, sobretudo no que se refere ao despovoamento crescente do centro urbano, ao aumento das dificuldades do comércio tradicional e aos erros das políticas sociais, de coesão e desenvolvimento local das freguesias.

“Houve também uma incapacidade de enfrentar e responder à crise, apesar de, desde 2009, o PS ter feito uma pressão enorme nas negociações em termos orçamentais”, afirmou, acusando a gestão municipal social-democrata de “insensibilidade” e de se fechar aos contributos dos outros partidos e da sociedade civil.

José San Bento, que criticou a “complicada” gestão de tesouraria do município, frisou que, devido aos atrasos do município no pagamento, várias empresas se transferiram para outros concelhos e foram criados “problemas dramáticos”, como falências e desemprego.

Para o PS, que tem três dos nove vereadores do executivo municipal, Ponta Delgada precisa de uma “nova cultura política”, que crie um regime de fiscalidade “mais amigo” dos investidores, de aumentar o apoio social, bem como de articulação e parceria com o Governo Regional e as IPSS.

O autarca socialista considerou que o atual presidente, José Manuel Bolieiro, que sucedeu a 1 de agosto a Berta Cabral, é “corresponsável” pela gestão da autarquia nos últimos três anos, já que era vice-presidente do executivo.

Segundo José San Bento, o atual presidente do município está “condenado à deceção”, por não ter “nem tempo, nem meios para inverter a situação”, acrescentando que o PS está "confiante" de que poderá conquistar a presidência do município nas eleições autárquicas de 2013.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.