Nova vacina contra o cancro do colo do útero à venda em Portugal a partir de hoje


 

Lusa/AO   Nacional   15 de Out de 2007, 06:13

Uma segunda vacina contra o cancro do colo do útero começa hoje a ser comercializada em Portugal, com o custo total de 433,23 euros para as três doses necessárias para ser eficaz.
Para prevenir o cancro do colo do útero, provocado pelo vírus do papiloma humano (HPV), Portugal tem já desde o início do ano em comercialização uma outra marca de vacina, da responsabilidade da Sanofi Pasteur e que custa 481,35 euros, no total das três doses necessárias.

    Cada dose da vacina que hoje começa a ser vendida, comercializada pela Glaxo Smith Kline, vai custar 144,41 euros, o que no total das três doses significa menos 48 euros do que a vacina da Sanofi.

    A vacina da Sanofi oferece protecção contra quatro tipos de vírus - 6, 11, 16 e 18 do HPV -, enquanto a vacina da Glaxo protege contra as estirpes 16 e 18 do vírus, responsáveis pela maioria dos casos de cancro do colo do útero.

    A vacina contra o HPV não é comparticipada em Portugal e tem de ser suportada totalmente pelas mulheres que optam pela sua toma.

    Entretanto, o Infarmed (autoridade da farmácia e do medicamento) está a analisar estudos de custo-efectividade, mas a decisão final sobre a comparticipação cabe ao ministro da Saúde.

    Paralelamente, a Direcção-Geral da Saúde e a comissão técnica de vacinação têm analisado a doença e o contexto epidemiológico português para avaliar as estratégias de vacinação mais adequadas.

    As estratégias podem ir desde uma vacinação universal (incluindo a vacina no Programa Nacional de Vacinação, o que a torna gratuita) ou dirigirem-se a determinados grupos, como sucede com vacinas que são recomendadas, por exemplo, a quem viaja para países onde existe uma determinada doença (como a febre amarela).
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.