Açoriano Oriental
Ministra da Justiça e guardas prisionais assinam acordo à quinta reunião negocial

O Ministério da Justiça e os três sindicatos do corpo da guarda prisional assinaram um acordo sobre o aumento do suplemento por serviço em 300 euros, no final da quinta reunião negocial entre as partes.

Ministra da Justiça e guardas prisionais assinam acordo à quinta reunião negocial

Autor: Lusa/AO Online

A ministra da Justiça, Rita Alarcão Júdice, apresentou uma proposta muito similar àquela que o Ministério da Administração Interna apresentou aos sindicatos da PSP e associações da GNR, que assenta em 200 euros já a partir deste mês, mais 50 euros em janeiro de 2025 e outros 50 euros em janeiro de 2026, num total de 300 euros de aumento.

O acordo contempla ainda um compromisso de revisão do sistema de avaliação da carreira dos guardas prisionais e ficou já definida para 24 de julho uma reunião sobre este tema.

Para janeiro de 2025 ficou agendada também uma reunião para discutir a indexação do suplemento ao ordenado do diretor nacional da Polícia Judiciária e a tabela remuneratória única.

Ficou igualmente acordada a abertura para breve de um concurso para a entrada de novos 225 elementos para o corpo da guarda prisional.

O Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), a Associação Sindical de Chefias do Corpo da Guarda Prisional e o Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional assinaram o acordo com a ministra da Justiça, numa reunião na qual estiveram também presentes a secretária de Estado Adjunta e da Justiça, Maria Clara Figueiredo, e a secretária de Estado da Administração Pública, Marisa Garrido.

O acordo foi alcançado à quinta reunião de negociações entre o Ministério da Justiça e os sindicatos dos guardas prisionais e ocorre no dia seguinte ao entendimento atingido também na negociação entre o Ministério da Administração Interna e três sindicatos da PSP e duas associações da GNR.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados