Medidas da 'troika' serão acompanhadas por Comissão de Economia

 Medidas da 'troika' serão acompanhadas  por Comissão de Economia

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Set de 2011, 07:47

A maioria socialista impôs hoje que o acompanhamento nos Açores das medidas resultantes do memorando de entendimento com a ‘troika’ seja feito pela Comissão de Economia e não por uma Comissão Eventual, como pretendia a oposição.

A proposta do PS/Açores foi aprovada no plenário da Assembleia Legislativa Regional com os votos da maioria socialista e a abstenção de toda a oposição parlamentar.

Por seu lado, a proposta apresentada pelos cinco partidos da oposição parlamentar, que previa a criação de uma comissão eventual, recebeu os votos contra da maioria socialista, sendo, por isso, rejeitada.

O deputado regional socialista Francisco César defendeu o acompanhamento das medidas resultantes do acordo de ajuda externa ao País pela Comissão de Economia, alegando que esta comissão “já se pronuncia sobre a maior parte das medidas que resultam do memorando de entendimento” com a ‘troika’.

Em sentido contrário, Aníbal Pires, do PCP, recordou que “todas as comissões parlamentares estão assoberbadas de trabalho”, pelo que “faz todo o sentido criar uma comissão eventual e não faz sentido sobrecarregar a Comissão de Economia com mais trabalho”.

No mesmo sentido, Artur Lima, do CDS/PP, defendeu que se estava perante “medidas de austeridade muito duras, que necessitam de atenção redobrada” e que, “por ser uma situação absolutamente excecional”, deveria existir “uma comissão eventual dedicada apenas a este assunto”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.