Mau tempo impede resgate de navio russo preso no gelo da Antártica

Mau tempo impede resgate de navio russo preso no gelo da Antártica

 

Lusa/AO online   Internacional   30 de Dez de 2013, 09:13

O mau tempo na Antártida continua a impedir o resgate de 74 pessoas que se encontram a bordo do navio russo Akademik Shokalskiy, preso no gelo desde o passado dia 24, informou a imprensa local.

O navio quebra-gelo australiano Aurora Australis, que partiu em auxílio à missão científica, deveria ter alcançado o Akademik Shokalskiy na noite de domingo, mas as dificuldades para avançar vão atrasá-lo, pelo menos, até ao final do dia de hoje.

O Aurora Australis "está lentamente a abrir caminho, mas as condições meteorológicas não são boas. Há tempestades de neve e a visibilidade é muito fraca", disse a porta-voz da Autoridade Marítima Australiana à agência local APP.

Outros navios quebra-gelo, que responderam ao pedido de ajuda antes do australiano, desistiram da sua tentativa de avançar entre a espessa camada de gelo que rodeia o barco russo.

O Aurora Australis - o quebra-gelo mais potente da Austrália - figura como a última opção para resgatar, por mar, os tripulantes do Akademik Shokalskiy, antes de as autoridades australianas considerarem evacuar o barco com recurso a um helicóptero.

Este sábado, um helicóptero chinês sobrevoou o Akademik Shokalskiy, cujos tripulantes se encontram a salvo, com o capitão do barco a manter contacto radiofónico regular.

O Akademik Shokalskiy encontra-se preso no gelo a aproximadamente 2.778 quilómetros a sul da cidade australiana de Hobart e perto da base francesa Dumont d'Urville.

O navio realizava uma viagem que combina uma missão científica com a comemoração da expedição à Antártida levada a cabo, há um século, por Douglas Mawson.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.