Mais de 95 mil alunos começam hoje as aulas na Madeira e nos Açores

Mais de 95 mil alunos começam hoje as aulas na Madeira e nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Set de 2011, 07:29

 Mais de 95 mil alunos começam hoje as aulas nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, no arranque de mais um ano letivo que as autoridades asseguram começar com normalidade.

Nos Açores, o novo ano letivo arranca com 41.464 alunos, 4.019 professores e duas novas escolas e, embora o executivo regional assegure a normalidade, os sindicatos contrapõem apreensão com o desemprego.

“Está tudo preparado para o arranque do ano letivo, que este ano vai contar com duas novas escolas”, afirmou a secretária regional da Educação, Cláudia Cardoso, à Lusa.

Nas escolas açorianas vão estar este ano 4.998 crianças no ensino pré-escolar, 11.654 no 1.º ciclo, 6.398 no 2.º ciclo e 9.680 no 3,º ciclo, enquanto o secundário terá 6.440 jovens.

Desde o fim do anterior ano letivo foram encerradas 27 escolas, sendo abertos dois novos estabelecimentos de ensino para o novo ano de aulas, uma em Ponta Garça (S. Miguel) e outra em S. Sebastião (Terceira), que disponibilizam aos alunos "um percurso escolar sequencial, desde o pré-escolar até ao 9.º ano, com infraestruturas excelentes e equipamentos de grande qualidade".

Enquanto Cláudia Cardoso assegura que as escolas do arquipélago têm os professores necessários, justificando a redução de cerca de 300 docentes com a quebra no número de alunos, o presidente do Sindicato dos Professores da Região Açores, António Lucas, diz que "o desemprego e a precariedade" marcam o arranque do ano letivo, apontando para "uma redução de 30 por cento nos horários" no primeiro ciclo de contratações.

Na Madeira, cerca de 54 mil alunos regressam hoje às escolas, estando “tudo preparado para que o início de mais um ano letivo decorra com a maior normalidade”, segundo garantiram à Lusa responsáveis da secretaria regional da Educação.

O diretor regional da Educação madeirense, Rui Anacleto, salientou que a rede escolar nesta região “está quase praticamente concluída” e que o projeto de escola a tempo inteiro abrange 98 por cento dos alunos da região.

Por seu turno, o diretor regional da Administração Educativa, Jorge Morgado, garantiu à Lusa que, do ponto de vista da colocação dos professores, também “está tudo preparado para que o novo ano escolar comece dentro da maior normalidade”.

“Temos colocados 6.308 docentes, todos os dos quadros-escola, zonas pedagógicas e contratados”, disse, mencionado que daqueles que tinham um ano de serviço, “neste momento apenas faltam 12 por renovar”.

Este responsável apontou ainda que “da lista de contratação, dos 3.682 candidatos iniciais, a semana passada existiam 2.453 candidatos não colocados e esta semana passou para 631 candidatos”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.