Açoriano Oriental
Lewis Hamilton voltou às vitórias na Fórmula 1 dois anos e sete meses depois

O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) regressou às vitórias no Mundial de Fórmula 1, ao somar o nono triunfo no Grande Prémio da Grã-Bretanha, em Silverstone, dois anos, sete meses e dois dias após a última vitória.

Lewis Hamilton voltou às vitórias na Fórmula 1 dois anos e sete meses depois

Autor: Lusa/AO Online

Hamilton, que vencera pela última vez na Arábia Saudita, a 05 de dezembro de 2021, bateu o campeão Max Verstappen (Red Bull), segundo, por 1,465 segundos, e o compatriota Lando Norris (McLaren), terceiro, por 6,082, numa corrida marcada pela chuva na parte intermédia, que ajudou a baralhar as contas.

Os dois Mercedes começaram por dominar a prova, com o britânico George Russell a segurar o comando no arranque, e Lewis Hamilton na peugada. O neerlandês Max Verstappen passou Lando Norris nas primeiras curvas, chegando a terceiro.

A chuva apareceu na volta 15, de 52, com o Red Bull a dar-se mal, ‘recuando’ até ao quinto posto.

Os dois McLaren aproveitaram o melhor acerto do carro para saltarem para o comando, graças à maior confiança dos seus pilotos numa pista húmida, que não aconselhava ainda a montar pneus intermédios (para piso seco e de chuva).

No entanto, ao contrário dos dois Mercedes, que pararam em simultâneo, os dois pilotos da McLaren foram às boxes em voltas diferentes e isso acabou por influenciar o resultado final, com o tempo perdido por Oscar Piastri com a volta a mais a deixá-lo fora da luta pela vitória.

Na segunda passagem, novo erro estratégico da McLaren, que montou pneus macios usados, enquanto Max Verstappen optou pelos duros. O campeão acertou na escolha e encetou uma recuperação que terminou na segunda posição e a ganhar tempo ao líder, Lewis Hamilton, que já tinha passado para a frente antes de a equipa comunicar a George Russell a necessidade de desistir por problemas mecânicos.

“A dada altura, não parecia bom. Pensei que teria de ficar em quinto ou sexto. Tomámos as decisões certas e acabámos em segundo”, disse Verstappen.

Já Lewis Hamilton, garantiu o 104.º triunfo na Fórmula 1, alargando o recorde de maior número de vitórias na disciplina máxima do desporto automóvel, que já lhe pertencia. Foram 57 corridas sem vencer.

“Houve dias em que não acreditei que voltaria ao que já tinha sido. Mas, houve pessoas à minha volta que não deixaram de acreditar”, disse, emocionado, Hamilton.

O sete vezes campeão mundial bateu outro recorde, tornando-se o piloto que conseguiu as vitórias mais espaçadas no tempo - 17 anos e 27 dias desde o triunfo no GP do Canadá de 2007. É, também, o sexto vencedor diferente em 2024, em 12 corridas disputadas.

Nota ainda para o 14.º lugar do monegasco Charles Leclerc (Ferrari).

Verstappen chegou aos 245 pontos, mais 84 do que Norris, que é segundo.

A próxima ronda será o GP da Hungria, dentro de duas semanas.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados