Açoriano Oriental
João Paulo Rebelo admite "forte probabilidade" de Portugal receber MotoGP

O Secretário de Estado da Juventude e do Desporto (SEJD) admitiu hoje que existe uma “forte probabilidade” de Portugal receber a última das 15 provas do Mundial de MotoGP de 2020, no Autódromo Internacional do Algarve.

João Paulo Rebelo admite "forte probabilidade" de Portugal receber MotoGP

Autor: Lusa/AO Online

“Há a possibilidade iminente de termos em Portugal um grande prémio de motociclismo, o que evidentemente é para nós uma grande notícia, ainda para mais ao termos o Miguel Oliveira no circuito”, disse João Paulo Rebelo, confidenciando que não há uma decisão “em absoluto”, mas “há a forte probabilidade de acontecer no final desta época”.

O Mundial de MotoGP foi, este ano, reduzido a 15 corridas devido à pandemia de covid-19, e a DORNA, empresa promotora do mundial de Velocidade em motociclismo, anunciou a entrada de uma nova corrida na Europa, devido ao cancelamento das provas de Argentina, Tailândia e Malásia.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Federação Internacional de Motociclismo, o português Jorge Viegas, confirmou que "Portimão é uma hipótese" para acolher esta 15.ª prova.

"O Autódromo Internacional do Algarve (AIA) é circuito de reserva do Mundial de MotoGP nos anos de 2020 e 2021 e tem um pré-acordo para entrar no calendário em 2022", recordou.

Com a vinda do Mundial de Fórmula 1, a 25 de outubro, o circuito algarvio sofrerá obras de melhoramento, nomeadamente com o asfaltamento da pista, que era uma das exigências da DORNA para a vinda do campeonato a Portugal, resolvendo, assim, esse problema.

O anúncio será feito publicamente na segunda-feira (10 de agosto).

A data disponível é o 22 de novembro, a seguir ao Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em Espanha, que se disputa no fim de semana anterior.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.