Açoriano Oriental
Covid-19
Itália regista aumento de infeções com 3.678 nas últimas 24 horas

Itália contabilizou 3.678 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o maior numero de contágios num dia desde meados de abril, tendo também registado 31 mortes associadas à doença, indicou o Ministério da Saúde italiano.

Itália regista aumento de infeções com 3.678 nas últimas 24 horas

Autor: Lusa/AO Online

Para se encontrar um aumento semelhante de novos contágios diários tem de se recuar a 16 de abril, quando foram contabilizadas em 24 horas 3.786 infeções, embora nas últimas 24 horas se tenham efetuado um número de testes de diagnóstico superior ao habitual: mais de 125.000.

Desde que foi detetado o primeiro caso de covid-19 no país, a 21 de fevereiro, foram já identificados 333.940 casos de infeção, e o total de mortes é de 36.061, segundo os dados do Ministério da Saúde italiano.

Em Itália permanecem infetadas com covid-19 62.576 pessoas, a grande maioria em casa com sintomas leves ou sem eles.

Por outro lado, 253.303 pessoas, 1.204 mais do que terça-feira, receberam alta médica.

O número de pacientes hospitalizados é de 4.119, mais 175 do que na véspera, tendo também aumentado em 18 o número de infetados nas unidades de cuidados intensivos, para um total de 337.

Neste contexto, com os contágios em alta, mas ainda muito abaixo dos registados noutros países europeus nesta fase, o Governo de Giuseppe Conte está a ultimar um decreto para estender a obrigatoriedade do uso de máscara também ao ar livre em todo o país.

O decreto prevê ainda a possibilidade de ampliar o estado de emergência até 31 de janeiro de 2021, uma vez que o atual termina a 15 deste mês, e o executivo de Roma poderá apresentar novos decretos para tomar medidas de emergência em caso de necessidade.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.