Açoriano Oriental
Itália confirma 12.ª vítima mortal e pelo menos 374 infetados

As autoridades italianas confirmaram esta quarta-feira a 12.ª vítima mortal por Covid-19 naquele país, informando ainda que o número de pessoas infetadas com o novo coronavírus em Itália é de 374.

article.title

Foto: EPA/OURAD BALTI TOUATI
Autor: Lusa/AO online

“O número total de pessoas infetadas por coronavírus é de 374, um aumento de 52 pessoas em relação ao número de ontem [terça-feira]. Entre as 374 pessoas, registámos 12 mortes e um caso de recuperação”, afirmou o chefe da Proteção Civil italiana, Angelo Borrelli, numa conferência de imprensa em Roma.

“A última morte foi registada em Emilia Romanha (norte de Itália), mas tratava-se de um doente de Lodi [na região de Lombardia, noroeste, a zona mais afetada pela epidemia], que tinha 69 anos e que sofria de uma patologia respiratória anterior”, precisou o responsável.

O anterior balanço da Proteção Civil italiana, divulgado na terça-feira à tarde, dava conta de 322 casos de infeção e 10 mortos.

Todas as vítimas mortais registadas até à data eram pessoas idosas que sofriam de outras doenças graves, precisaram as autoridades italianas.

Desde o início da epidemia, as autoridades de saúde italianas realizaram 9.462 testes, 95% dos quais deram negativos.

Na conferência de imprensa em Roma, a Proteção Civil precisou que uma turista chinesa que constou, juntamente com o seu marido, entre os primeiros casos de contaminação por coronavírus detetados em Itália está curada.

O casal chegou a estar internado numa unidade de cuidados intensivos, em estado grave.

A região de Lombardia, que engloba Milão, a capital económica do país, continua a ser a zona de Itália mais afetada pela propagação do vírus, com 258 casos.

Nesta região foram verificados, pela primeira vez, quatro casos de infeção entre crianças e adolescentes: uma criança de 4 anos, duas crianças de 10 anos e um adolescente de 15 anos.

Todos apresentam sintomas associados ao novo coronavírus, mas sem gravidade, segundo as autoridades.

A segunda zona mais afetada, com 71 casos de infeção, é a região de Veneto (onde fica Veneza), onde foi registada a primeira vítima mortal italiana na passada sexta-feira.

No total, nove regiões italianas estão, neste momento, afetadas pela epidemia do novo coronavírus.

As autoridades italianas referiram ainda que na região de Roma (capital do país) foram identificados três casos que vieram de fora do território italiano: dois turistas chineses e um jovem regressado da China.

O novo coronavírus Covid-2019 foi detetado pela primeira vez no final do ano em Wuhan, na província de Hubei (centro da China).

Desde então, e a par do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, foram confirmados outros casos de infeção do novo coronavírus em cerca de 40 países e territórios.

O Covid-19 já infetou mais de 80.000 pessoas em todo o mundo, segundo os números das autoridades de saúde dos cerca de 40 países afetados.

Depois da China continental, Japão, Coreia do Sul, Singapura, Itália e Irão são os países e territórios com mais casos de infeção.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) avisou na segunda-feira que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.