Governo dos Açores inaugurou o novo Matadouro do Faial

Governo dos Açores inaugurou o novo Matadouro do Faial

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   30 de Out de 2018, 12:05

Foi inaugurado esta terça-feira, o novo matadouro da ilha Faial, um investimento superior a cinco milhões de euros, que se integra na estratégia de fortalecimento da agricultura açoriana e de reforço da competitividade do setor da carne.

A cerimónia contou com a presença de Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional, que na ocasião salientou que a estratégia tem produzido resultados concretos e objetivos ao longo do tempo, permitindo que a fileira da carne se assuma, por mérito próprio, como uma importante atividade económica nos Açores.


“Basta referir, por exemplo, que, em 10 anos, o consumo local de bovinos na Região cresceu 19% e a exportação de carcaças uns expressivos 352%. Se nos fixarmos nos primeiros nove meses deste ano, comparativamente com igual período em 2017, o crescimento nos abates de bovinos para consumo local foi de 1,9% e de 19,5% para a exportação”, disse citado em nota do Gacs.


Vasco Cordeiro sublinhou que “estes bons indicadores não significam que, nesta área, está tudo feito”, sendo necessário “ter sempre a consciência que este é um caminho que nunca estará completo porque temos, nesta área, importantes desafios a que temos de dar resposta, como é o caso do melhoramento ao nível do acabamento dos animais, da transformação com maior valor acrescentado e procura incessante por novos mercados que valorizem mais as nossas produções, gerando mais rendimento desta atividade”.


O Presidente do Governo adiantou ainda que em breve, serão inauguradas as obras de ampliação do matadouro da ilha Terceira, orçadas em 1,6 milhões de euros, estando também em curso a construção do novo matadouro da ilha Graciosa e a requalificação do matadouro de São Miguel, além de outros investimentos que estão planeados para outras ilhas, como é o caso de São Jorge.


“O investimento em novos matadouros ou na requalificação dos já existentes totaliza cerca de 15 milhões de euros e permitirá valorizar esta fileira, criar condições para incrementar a comercialização e, no fundo, garantir a sustentabilidade e reforçar a competitividade da produção de carne nos Açores”, disse.


Por outro lado, Vasco Cordeiro anunciou que está em curso o trabalho no sentido de concluir, na presente legislatura, a certificação dos matadouros e salas de desmancha com a norma ISSO 22000, um processo que vai permitir conferir maior vantagem competitiva à carne dos Açores no mercado externo à Região.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.