Governo diz que obras na pista do aeroporto do Pico trazem mais segurança

Governo diz que obras na pista do aeroporto do Pico trazem mais segurança

 

Lusa/AO online   Regional   4 de Abr de 2018, 09:18

O Governo Regional garantiu esta terça-feira que a intervenção na pista do aeroporto do Pico levará a um reforço das condições de segurança daquela infraestrutura, nomeadamente nos dias em que as condições atmosféricas sejam mais adversas.

"Com este sistema, que deverá ficar concluído em julho, o aeroporto do Pico ficará com condições reforçadas para operar em condições meteorológicas adversas, nomeadamente ao nível do escoamento das águas superficiais", vincou a secretária regional dos Transportes e Obras Públicas do executivo açoriano, Ana Cunha.

A governante falava à chegada ao aeroporto do Pico, no primeiro de três dias de visita estatutária do executivo liderado por Vasco Cordeiro à ilha - na ocasião, foi assinada a aprovação da empreitada para dotar a pista do aeroporto local com o sistema de 'grooving'.

O sistema de 'grooving', que passa por ranhurar a pista numa orientação perpendicular ao seu eixo, para melhorar as condições de aderência e de escoamento das águas superficiais, dará ao aeroporto do Pico mais condições para "para atrair mais ligações ao exterior, cumprindo assim o objetivo principal" de "garantir mais frequências, mais voos, mais ofertas, ou seja, mais passageiros e mais visitantes" para a ilha, frisou a titular da pasta dos Transportes.

"Não há muito tempo, o debate ao nível dos transportes aéreos estava sistematicamente centrado em dois temas muito concretos: como encher os aviões da SATA nas viagens entre ilhas e como reduzir os custos de passagens entre os Açores e o exterior. É, pois, com alguma satisfação, que vejo que estes dois constrangimentos foram ultrapassados com sucesso", prosseguiu Ana Cunha, falando ao lado do chefe do executivo socialista, Vasco Cordeiro, e também do presidente da administração da SATA, Paulo Menezes.

Ana Cunha garantiu ainda que "muito em breve" arrancarão também as obras de reparação do porto da Madalena, danificados pelos temporais de fevereiro de 2017, num "investimento superior a 4,4 milhões de euros".

Na quarta-feira, segundo dia da visita estutária ao Pico, o chefe do Governo açoriano visita, durante a manhã, as obras de construção da Casa dos Vulcões, "um investimento de cerca de dois milhões de euros que visa a divulgação do património geológico dos Açores”, e, à tarde, na Ribeirinha, visita a empreitada destinada ao aproveitamento dos recursos hídricos e impermeabilização da Lagoa do Paul, bem como a construção de um posto de abastecimento de água.

Na quinta-feira, o presidente do Governo visita o projeto turístico 'Lava Homes', um empreendimento de quatro estrelas que se destaca pela forte componente de sustentabilidade ambiental.

O programa desta visita estatutária, como habitualmente, inclui ainda visitas dos membros do Governo a diversos investimentos em curso, além de reuniões com entidades da ilha.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.