Governo anuncia novos equipamentos para deficientes


 

Lusa / AO online   Nacional   29 de Nov de 2007, 19:40

A secretária de Estado da Reabilitação, Idália Moniz, anunciou em Vila Real a construção de duas residências autónomas e um lar destinados a apoiar pessoas com deficiência no distrito e que vão custar 724 mil euros.
Idália Moniz referiu que os projectos foram aprovados no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) e vão permitir aumentar em 37,3 por cento a capacidade de resposta no distrito na área da deficiência.

Será construída uma residência autónoma em Boticas, num projecto promovido pela Santa Casa da Misericórdia, com capacidade para dez utentes, e ainda mais uma residência autónoma e um lar em Alijó.

Os projectos a construir em Alijó são promovidos pela Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente (APPACDM) de Sabrosa e terão capacidade para acolher 14 utentes.

De acordo com a responsável, o investimento total previsto para a construção dos novos equipamentos é de 724 mil euros.

O director do Centro Distrital da Segurança Social de Vila Real, Rui Santos, referiu que os novos equipamentos vão permitir reforçar uma área em que havia "carências" a nível distrital.

Actualmente existem no distrito nove entidades com 15 respostas sociais, as quais apoiam 573 pessoas com deficiência.

Helena Lapa, da APPACDM de Sabrosa, referiu que a instituição escolheu Alijó para construir os novos equipamentos porque cerca de 30 a 40 dos actuais utentes da instituição residem naquele concelho.

Actualmente, a APPACDM de Sabrosa apoia 120 pessoas com deficiência que são provenientes de diversos concelhos do distrito.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.