Açoriano Oriental
Gordon Brown apela à UE para endurecer posição
O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, apelou hoje à União Europeia (UE) para endurecer a posição face à Birmânia, exortando as autoridades birmanesas a “darem provas de contenção” em relação aos manifestantes.

Autor: Lusa / AO online
“É vital que as autoridades birmanesas dêem provas de contenção face aos manifestantes e lancem um processo de verdadeiras reformas políticas”, defendeu o primeiro-ministro numa carta dirigida a presidência portuguesa da UE bem como aos chefes de Estado europeus.

“Eles ameaçam a partir de agora recorrer à força contra os manifestantes, o que é inquietante”, adianta o chefe de governo.

“Eu apoiaria firmemente uma iniciativa da presidência (da UE) para avisar o governo birmanês de que nós observamos o seu comportamento e que a União Europeia imporá sanções mais duras se fizerem uma má escolha”, adiantou Brown.

Esta declaração do primeiro-ministro surge enquanto mais de 100 mil pessoas, incluindo 30 mil monges budistas, se manifestaram hoje pelo oitavo dia consecutivo em Rangum, apesar das advertências do regime militar.
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.