Irão

Filha de Bin Laden está refugiada na embaixada saudita em Teerão


 

Lusa/AO Online   Internacional   23 de Dez de 2009, 17:52

Uma filha do líder da Al-Qaida Usama bin Laden está refugiada na embaixada da Arábia Saudita em Teerão depois de fugir da prisão domiciliária em que viveu oito anos, juntamente com cinco irmãos, revela hoje um jornal saudita.

O diário Asharq al-Awsat indica ter sido contactado por Omar bin Laden, um dos filhos do chefe da Al-Qaida, que disse que a sua irmã Iman, de 17 anos, tinha escapado à vigilância dos seus guardas iranianos e se tinha refugiado "há mais de 25 dias na embaixada saudita em Teerão".

Da embaixada, Iman terá podido contactar por telefone um dos seus meios-irmãos, Abdallah, que vive na Arábia Saudita, adiantou.

Segundo o jornal, Omar só muito recentemente soube que uma das suas madrastas, Um Hamza, uma das suas irmãs e cinco dos seus meio-irmãos se encontravam no Irão, onde vivem em prisão domiciliária.

O encarregado de negócios saudita em Teerão, Fuad Qassas, confirmou ao Asharq al-Awsat a presença de Iman bin Laden na embaixada.

"Era nosso dever (acolhê-la), pois trata-se de uma cidadã saudita e nós temos obrigações para com todos os cidadãos sauditas que nos venham pedir ajuda", disse.

Omar bin Laden, de 29 anos, que vive no Qatar, precisou que além de Iman e Um Hamza se encontram no Irão Saad, de 29 anos, Othman, de 25, Fatima, 22, Hamza, 20, e Bakr, 15 anos. Onze netos de Bin Laden completam o grupo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.