Fernando Claro deixa presidência da federação de patinagem após 15 anos


 

Lusa/Ao online   Outras modalidades   27 de Out de 2018, 19:36

Fernando Claro anunciou este sábado a renúncia à presidência da Federação Patinagem de Portugal (FPP), antes do fim do quarto mandato e após 15 anos no cargo.

O dirigente revelou a decisão durante uma reunião de Assembleia Geral (AG) do organismo, na sequência de uma notificação do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) sobre a irregularidade do seu quarto mandato.

Fernando Claro, de 73 anos, presidia ao organismo desde 2003, quando completou um ano de mandato do seu antecessor, Carlos Sena, e foi eleito pela primeira vez em 2004. Sob a sua liderança, a seleção portuguesa de hóquei em patins conquistou o Mundial de 2003 e o Europeu de 2016.

Em outubro de 2016, Claro foi reeleito pela quarta vez, sempre sem oposição, já depois de, a partir de 2009, a Lei de Bases do Desporto ter imposto a limitação de três mandatos consecutivos.

Fernando Claro disse que a sua renúncia é “irreversível” e “irrevogável”, tendo solicitado ao presidente da Mesa da AG que inicie o processo eleitoral, tendo em vista a realização de eleições em 15 de dezembro.

O dirigente acumulava a liderança da FPP com a da Confederação Europeia de Patinagem (CERS), que preside desde 2005.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.