Supertaça António Livramento

FC Porto e Braga motivados para a conquista do primeiro troféu da época

FC Porto e Braga motivados para a conquista do primeiro troféu da época

 

Lusa/AO online   Hóquei em Patins   26 de Set de 2008, 21:40

 FC Porto e Hóquei de Braga disputam sábado a Supertaça António Livramento, em Ponte de Lima, em encontro que abre a época 2008/2009 e que ambos os clubes estão "motivados para vencer"
A Supertaça António Livramento reedita a final da Taça de Portugal de 2008 conquistada pelo heptacampeão nacional FC Porto, que fez a "dobradinha" ao derrotar o Hóquei Clube de Braga por 5-1, em Aljustrel.
Sem Reinaldo Ventura, devido a uma fractura no braço esquerdo, nem Pedro Moreira, a recuperar de uma intervenção cirúrgica, o FC Porto surge para este primeiro troféu com a mesma ambição de sempre: vencer.
"Como já é habitual, e sábado não vai fugir à regra, o FC Porto vai entrar neste jogo para vencer", disse à Agência Lusa o treinador dos "dragões" Franklim Pais, destacando a importância de "iniciar a época a ganhar".
Franklim Pais lamenta as ausências forçadas de Reinaldo Ventura e Pedro Moreira, mas defende que o FC Porto está "forte e decidido a vencer a motivada formação do Braga, que fez um campeonato muito bom".
Apesar da hegemonia do FC Porto, e das implicações que tal possa trazer no capítulo da motivação da equipa, Franklim Pais acredita que "o clube vai continuar com a mesma vontade de ganhar em todas as provas".
O FC Porto deu boas indicações ao treinador Franklim Pais no Torneio Internacional Cidade de Vigo, em que venceu o Barcelona, por 7-6, e o Follonica, por 3-2, e perdeu com o Liceo da Corunha, por 4-3. 
Rui Teixeira, treinador do Hóquei de Braga, reconhece que "não há nada melhor do que começar a época com um jogo grande e com um título para disputar. Sabemos quem temos do outro lado, mas sabemos do nosso valor e do que podemos fazer".
"Nada melhor do que começar a época com ambição e com desejo de ganhar", destacou Rui Teixeira, reconhecendo, na teoria, favoritismo ao FC Porto, mas alerta que "a Supertaça não é uma prova de regularidade".
Para Rui Teixeira, que defende que a ausência de Reinaldo Ventura pode tornar a equipa portista mais débil, a Supertaça António Livramento é disputada em apenas um jogo onde "tudo pode acontecer".
A ausência de Reinaldo Ventura é um dado importante a reter para o jogo, mas Rui Teixeira acredita que, "mesmo sem estar tão forte como se ele estivesse apto a jogar, os seus colegas vão querer que não se note a sua falta".
"O FC Porto tem a história que tem e o Hóquei de Braga só tem que estar motivado e acreditar que o seu adversário não é invencível", sublinhou Rui Teixeira, que apela ainda à "organização e concentração".
O plantel do Hóquei de Braga, ainda de acordo com Rui Teixeira, "está todo disponível para este jogo e motivado para entrar a época com o pé direito. É preciso que nós estejamos num dia muito bom e o FC Porto num dia menos positivo".
O FC Porto soma 15 triunfos na Supertaça António Livramento, que venceu consecutivamente nas últimas três épocas, sendo o clube mais vitorioso, seguido do Benfica (5), Óquei de Barcelos (4) e Sporting (1).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.