Açoriano Oriental
Faleceu Luís Carlos Brum, voz de defesa dos pescadores, de Rabo de Peixe e dos mais desfavorecidos

Luís Carlos Brum morreu aos 63 anos, depois de vários anos à frente do Sindicato Livre dos Pescadores dos Açores. Foi um incansável defensor desta classe, da sua terra natal e dos mais desfavorecidos enquanto ativista, líder sindical, deputado municipal e membro de assembleia de freguesia

Faleceu Luís Carlos Brum, voz de defesa dos pescadores, de Rabo de Peixe e dos mais desfavorecidos

Autor: Paulo Faustino

O rosto da incansável defesa dos pescadores e da sua amada vila de Rabo de Peixe, Luís Carlos Brum, faleceu anteontem de madrugada no hospital de Ponta Delgada aos 63 anos.

Luís Carlos Brum defendeu os trabalhadores da pequena pesca enquanto líder do Sindicato Livre dos Pescadores, Marítimos e Profissionais Afins dos Açores, cargo que exerceu durante vários anos a partir de Rabo de Peixe, de onde era natural.

Ativista que chegou a militar na UDP e no Bloco de Esquerda, e a quem se deve, como candidato em várias eleições, a ascensão deste partido na vila piscatória de São Miguel, Luís Carlos Brum sempre levantou a bandeira da dignificação da profissão de pescador e da melhoria dos seus rendimentos, alertando frequentemente os poderes públicos para as dificuldades do setor e a necessidade de garantir a sua sustentabilidade.

De igual modo, saliente-se o contributo que deu para conquistas importantes para a classe piscatória, como é o caso do Fundopesca e Posei Pescas, que ajudaram a melhorar as suas condições de vida.

Luís Carlos Brum defendeu os direitos dos pescadores, a vila piscatória e os mais vulneráveis não só como líder sindical, mas também como deputado na Assembleia Municipal da Ribeira Grande e membro da Assembleia de Freguesia de Rabo de Peixe.

Ontem, na Missa de Corpo Presente que decorreu na Capela do crematório do cemitério de São Joaquim, em Ponta Delgada, presidida pelo padre Norberto Brum, o Cónego João Maria Brum, também natural de Rabo de Peixe e que conhecia bem o ativista, referiu-se a ele, justamente, pelas suas características mais marcantes. Ou seja, como homem que amava a sua terra natal, Rabo de Peixe; como defensor dos pescadores e dos mais desfavorecidos; e ainda como um homem de fé que a praticava à sua maneira.

Anteontem, numa nota publicada na rede social Facebook, a Federação das Pescas dos Açores manifestou o seu “enorme pesar” pela “triste notícia do falecimento do Sr. Luís Carlos Brum - Presidente do Sindicato Livre dos Pescadores”, desejando, por isso, à família enlutada os seus “sentidos pêsames”.


Sentida homenagem a um Lutador

Conheço o Luís Carlos penso que desde 1979 ou 1980, há portanto mais de 40 anos. É um amigo, companheiro de Lutas, que militou na UDP e no Bloco de Esquerda.

Foi candidato em diversos atos eleitorais, tendo inclusive representado tanto a UDP, como o Bloco de Esquerda, respetivamente na Assembleia de Rabo de Peixe, freguesia de onde era natural e, na Assembleia Municipal da Ribeira Grande onde foi deputado Municipal, e onde sempre se debateu em defesa da população mais desfavorecida.

Fui agora surpreendido: com a sua morte, embora tivesse acompanhado a sua doença na fase terminal. Nas visitas que fiz ao Hospital e ao Centro de Cuidados Continuados, onde estava internado, constatei que o seu estado de saúde se vinha a agravar.

Não posso deixar passar este momento sem prestar uma Homenagem Sentida ao Luís Carlos Brum.

Finalmente o seu contributo prestado como líder sindical para algumas conquistas importantes para os pescadores, como o Fundo Pescas e Posei Pescas, determinantes para algumas das melhorias das condições de vida dos pescadores, tornam o Luís Carlos Brum uma referência que não pode ser esquecida.

Até sempre camarada e companheiro de Lutas.

Liberato Fernandes




PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados