Vinhos do Alentejo

Exportações de vinhos alentejanos atingem mais de 11 por cento da produção


 

Lusa / AO online   Economia   26 de Nov de 2007, 14:50

As exportações de vinho do Alentejo devem atingir este ano mais de 11 por cento da produção, com aumentos significativos para os mercados de Angola, Brasil e Suiça, revelou o presidente da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).
Joaquim Madeira adiantou à agência Lusa que as exportações dos vinhos da região alentejana estão também a aumentar em mercados como Estados Unidos, China e Canadá.

De acordo com o responsável da CVRA, os produtores de vinho do Alentejo já exportaram este ano quase 10 milhões de litros de vinho, o que corresponde a mais de 11 por cento da produção da região.

Os vinhos alentejanos, segundo o dirigente da CVRA, são vendidos para cerca de 80 países do mundo.

De acordo com Tiago Caravana, responsável pelo departamento de marketing da CVRA, Angola, Brasil, Estados Unidos, Suiça, China e Canadá são, respectivamente, os actuais primeiros seis mercados dos vinhos da região alentejana.

O presidente da CVRA considerou, ainda, que Angola constitui "um mercado explosivo, em termos de crescimento".

"Há uma apetência naquele país africano para os vinhos portugueses, sobretudo para os produzidos no Alentejo, e não são vinhos de qualidade inferior", afirmou.

Quanto à China, na opinião do responsável da CVRA, é "um mercado que está também em crescimento".

"É um mercado mais difícil e mais apetecível para as grandes potencias produtoras, mas está em crescimento", assegurou.

Alemanha, Bélgica, França, Luxemburgo e Holanda são outros mercados da União Europeia que compram os vinhos da região, também exportados para países como o Japão, Vietname, Tailândia, Índia e Emiratos Árabes Unidos.

O responsável da CVRA explicou que os vinhos do Alentejo enfrentam, no mercado europeu, a forte concorrência dos vinhos da Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Chile, Argentina e Estados Unidos, países que produzem também vinhos de "grande qualidade".

Os vinhos alentejanos têm ainda como competidores mais directos os vinhos dos principais países produtores da Europa, como Espanha, Itália e França.

Joaquim Madeira realçou que os produtores de vinho do Alentejo têm vindo também a conquistar espaço em Portugal, atingindo actualmente 46 por cento do mercado nacional de vinhos de qualidade.

Este ano, a produção de vinho do Alentejo deve totalizar entre 84 e 85 milhões de litros, segundo o presidente da CVRA, o que representa uma quebra de cerca de 10 por cento face a 2006.

Apesar disso, Joaquim Madeira garantiu que os indicadores apontam para um ano de vinho de "excelente qualidade".

"Vai ser um ano de referência para os vinhos do Alentejo", sublinhou.

A área de vinha no Alentejo ronda actualmente os 21 mil hectares, enquanto que, há nove anos, se cifrava em 13.500 hectares.

O Alentejo produz cerca de 12 por cento do vinho do país e abrange oito sub-regiões vitivinícolas: Portalegre, Borba, Redondo, Reguengos, Vidigueira, Moura, Évora e Granja/Amareleja.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.