Empresários não acreditam que Governo fique até ao final da legislatura


 

Lusa / AO online   Economia   12 de Out de 2009, 15:39

Mais de metade dos empresários e gestores cristãos não acreditam que o novo Governo se mantenha até ao final da legislatura e defendem que a oposição deve viabilizar o próximo Orçamento, preferindo entendimentos com o PSD e CDS.
O estudo mensal de opinião promovido pela Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) junto dos seus associados e hoje divulgado revela que "60 por cento dos inquiridos não acredita que o novo Governo minoritário apresente condições para se manter até ao final da legislatura".

"Uma maioria clara (75 por cento) afirma que a oposição deve viabilizar o próximo Orçamento do Estado, ainda que tenha que recorrer à abstenção", aponta a ACEGE.

Por outro lado, no que respeita à necessidade de fazer acordos de incidência parlamentar para viabilizar medidas, 63 por cento dos inquiridos prefere que o Governo procure entendimentos à direita, com PSD e CDS, e seis por cento preferencialmente com o CDS.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.