China

Deputada do povo desiste de candidatura a Miss Chinesa Internacional


 

Lusa/AOonline   Internacional   13 de Out de 2008, 12:22

Uma deputada da província de Jiangsu, leste da China, desistiu da candidatura a Miss Chinesa Internacional depois de ter sido criticada pela sua ousadia, mas prometeu voltar a disputar um concurso de beleza.
"Se no futuro houver uma oportunidade igual, voltarei a fazê-lo, sem dúvida nenhuma. Não sou apenas uma deputada: sou também uma jovem saudável", disse Yuan Jing à agência noticiosa oficial chinesa.

    Entrar num concurso de beleza - uma iniciativa vista até há pouco tempo como uma manifestação da "decadência burguesa" - "é o sonho de qualquer rapariga", acrescentou.

    Yuan Jing, 22 anos, é delegada à Assembleia Popular de Jiangsu e membro suplente do Comité Central da Juventude Comunista chinesa.

    "Ser delegado à Assembleia Popular significa representar o povo. O que ela deve fazer é ajudar a melhorar as condições de vida do povo e não entrar em concursos de beleza", disse um crítico no debate «on-line» realizado num dos maiores portais chineses.

    O concurso, organizado por uma estação de televisão de Hong Kong e aberto a todas as mulheres nascidas na China ou de ascendência chinesa, realiza-se anualmente em Janeiro e Fevereiro.

    Na primeira eliminatória, Yuan Jing ficou em segundo lugar entre mais de mil candidatas.

    Ao anunciar a desistência, a jovem deputada negou ter cedido a pressões sociais: "Estou demasiado ocupada para continuar no concurso", disse.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.