Bandeira Azul

Crise é oportunidade para autarquias apostarem nas praias

Crise é oportunidade para autarquias apostarem nas praias

 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Dez de 2011, 14:30

O presidente da Associação Bandeira Azul na Europa (ABAE) disse que as autarquias devem encarar a actual conjuntura económica como uma motivação para apostar na melhor qualidade das praias e promover o sector turístico.
José Archer disse não temer que, devido à crise, as autarquias coloquem a conquista de bandeiras azuis como preocupação secundária, e defendeu que, pelo contrário, esse deve ser um "objectivo bem presente, principalmente nesta altura".

A crise “pode ser aproveitada para apostar no retorno turístico e não há dúvida nenhuma que a Bandeira Azul dá um retorno imediato nessa área", afirmou José Archer, sublinhando que "a maior parte dos investimentos está feito, agora basta evitar desperdícios e maus usos".

O responsável, que falava à margem do Seminário Nacional do Programa Bandeira Azul 2011, que hoje se realiza na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, frisou ainda que este ano foi "bastante positivo", já que se atingiu o número recorde de praias galardoadas com Bandeira Azul (271).

Para 2012 os objectivos passam pela "continuidade do sucesso", isto é, manter ou aumentar o número de praias galardoadas, e ainda por uma "aposta no mar".

"Queremos dar continuidade a este trabalho com aumento do números de praias com Bandeira Azul e queremos um olhar mais atento para o mar. Numa altura em que se discute a extensão do nosso território marítimo, é importante apostar e investir na qualidade do nosso mar", sustentou José Archer.

O presidente da ABAE realçou ainda o comportamento cívico dos cidadãos, que ao longo dos anos tem vindo, no seu entender, a melhorar significativamente.

"Nota-se que há uma maior preocupação das pessoas em manter as praias limpas, mas há que continuar a apostar na responsabilidade dos gestores das praias para que consigamos atingir o nosso grande objetivo final que é ter todas as praias do país com Bandeira Azul", concluiu.

O galardão Bandeira Azul é atribuído anualmente às praias e portos de recreio que cumpram um conjunto de critérios de natureza ambiental, segurança e conforto dos utentes e de informação e sensibilização ambiental.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.