Fórum Cultural para a Europa

Criação de agenda para a Cultura na Europa em debate em Lisboa


 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Set de 2007, 12:36

O diálogo intercultural e a economia da cultura são dois dos temas que dominam o primeiro Fórum Cultural para a Europa, que Portugal organiza, a partir de quarta-feira em Lisboa, no âmbito da presidência Portuguesa da União Europeia (UE).
O fórum, que começa quarta-feira no Centro Cultural de Belém com uma intervenção da ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, estará repartido em três workshops, destinados a ouvir a sociedade civil para a criação de uma agenda cultural para a Europa.

Durante dois dias, cerca de 600 participantes, que se inscreveram neste fórum, irão discutir questões como a promoção do diálogo intercultural, o multilinguismo num mundo de globalização e as fontes de financiamento para a cultura.

Entre os convidados estão o presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Rui Vilar, o produtor italiano Maurizio Scaparro e António Câmara, fundador da empresa YDreams e Prémio Pessoa 2006.

António Mega Ferreira, Volker Hassemer, Erik Braun, Judith Neisse e Mary Abdool Karim Vakil são outras figuras que marcarão presença no CCB.

O Fórum Cultural para a Europa é considerado o primeiro grande debate com vista à criação de uma Agenda Cultural Europeia, tal como existe noutros sectores no seio da UE, como a Agricultura e o Ambiente.

"A ideia deste Fórum Cultural é ajudar a definir as áreas de intervenção na coordenação das políticas culturais dos 27 Estados membros da União Europeia", afirmou recentemente a ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima.

O fórum encerrará na quinta-feira com a participação do Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

No âmbito da presidência portuguesa da UE, na sexta-feira está agendada uma reunião informal dos 27 ministros da Cultura da UE para analisar os resultados do fórum, seguindo-se uma conferência de imprensa.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.