Açoriano Oriental
Covid-19: Brasil regista mais de 30 mil casos e 682 mortes em 24 horas

O Brasil registou 30.168 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e 682 mortes provocadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, segundo informações divulgadas este sábado pelo Ministério da Saúde.

Covid-19: Brasil regista mais de 30 mil casos e 682 mortes em 24 horas

Autor: AO Online/ Lusa

O país sul-americano totaliza 4.123.000 casos de infeção provocadas pelo novo coronavírus e 126.203 óbitos provocados pela pandemia.

O Executivo brasileiro adiantou que 3.296.702 pessoas já recuperaram da doença e outras 700.095 infetadas permanecem em acompanhamento.

Os estados de São Paulo (853.085), Bahia (270.177), Rio de Janeiro (232.747) e Minas Gerais (231.878) são, respetivamente, os que somam o maior número de casos confirmados da covid-19 até agora no Brasil.

Considerando o número de óbitos, os estados mais afetados no país são os de São Paulo (31.313), Rio de Janeiro (16.526), Ceará (8.565) e Pernambuco (7.670).

Embora o país permaneça com um número alto de mortes e de novos contágios, milhares de pessoas aglomeraram-se nas praias do Rio de Janeiro e no litoral do estado de São Paulo hoje, antevéspera do feriado que marca as comemorações da Independência do Brasil, celebrada em 7 de setembro.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 875.703 mortos e infetou mais de 26,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.