Economia

Comércio tradicional com quebras de 20% no Natal

Carregando o video...

 

Lusa/AO online   Regional   23 de Nov de 2011, 10:40

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD), Mário Fortuna, admitiu que a facturação do comércio tradicional em S. Miguel e Santa Maria pode sofrer uma redução de 20 por cento durante o Natal.
Mário Fortuna recordou que esta quebra ocorrerá "em cima de outras que já vieram de trás", considerando provável que as dificuldades do comércio tradicional se agravem, provocando o encerramento de lojas e o despedimento de trabalhadores.

“Até aqui as empresas não têm fechado muito, uma vez que a primeira reacção é aguentar”, salientou Mário Fortuna, acrescentando, no entanto, que, como o quadro negativo se arrasta desde 2008, é natural que a “capacidade se esgote e a cada ano que passa tenham menos possibilidade de manutenção de postos de trabalho, sendo cada vez mais forçadas a reduzir os seus efectivos”.

Apesar deste quadro, afirmou esperar que este ano, “não sendo bom, seja suficientemente bom para as empresas se manterem durante mais algum tempo, porque os próximos anos vão ser tempos de sobrevivência”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.