CNE diz não haver fundamentos juridicos para proibir emissão da reportagem da RTP sobre as ilhas


 

Lusa / AO online   Regional   19 de Out de 2008, 17:17

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deliberou hoje, por unanimidade, não existirem fundamentos jurídicos para proibir a emissão de uma reportagem da RTP sobre a vida nos Açores, que motivou uma queixa do PSD nas ilhas.
    O Partido Social Democrata nos Açores apresentou hoje à CNE uma queixa contra o canal público de televisão, alegando que a reportagem que a RTP 1 e a RTP N estão a emitir "não corresponde à realidade do arquipélago".

    Nuno Godinho de Matos, da CNE, adiantou hoje à agência Lusa que depois de analisada o teor da queixa e visionada a reportagem, a CNE deliberou, por unanimidade, não haver razões para proibir a emissão da mesma.

    "A reportagem não faz propaganda a nenhuma força política, nem ao Governo Regional", afirmou Nuno Godinho de Matos, acrescentando que até ao momento não foi apresentada mais nenhuma queixa.

    Os açorianos escolhem hoje, até às 19 horas locais (mais uma hora no Continente), 57 deputados para o parlamento açoriano, sedeado na ilha do Faial, entre os sete partidos e uma coligação concorrentes neste acto eleitoral.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.