Saúde

Clínicas privadas e seguros de saúde estão a crescer

Clínicas privadas e seguros de saúde estão a crescer

 

Lusa/AO online   Nacional   25 de Ago de 2008, 17:24

Os portugueses estão a celebrar mais seguros de saúde e a recorrer mais às clínicas privadas que, segundo um estudo divulgado esta segunda-feira, facturaram 690 milhões de euros em 2007.
As 40 empresas gestoras das clínicas privadas existentes em Portugal no ano passado facturaram 690 milhões de euros, mais oito por cento que no ano anterior, revela o relatório "Sanidad Privada" da empresa espanhola DBKA.

    Segundo o documento, que apresenta previsões optimistas para o sector, as 40 clínicas ofereciam cerca de 2.200 camas, sendo a região de Lisboa a zona de maior concentração: 16 centros privados e cerca de 1.300 camas.

    O estudo, a que a agência Lusa teve acesso, associa este crescimento do negócio à "crescente penetração dos seguros de saúde" entre os portugueses.

    Tal como as clínicas privadas, também as seguradoras estão a facturar mais: 440 milhões de euros em 2007, mais 7,8 por cento que no ano anterior.

    De acordo com um estudo da Marktest disponível na Internet e divulgado em Junho deste ano, 1,9 milhões de portugueses possuíam seguro de saúde naquela data, ou seja, 22,6 por cento da população residente no Continente com 15 ou mais anos.

    Ainda segundo o estudo espanhol, existe uma forte concentração de oferta em torno dos cinco grandes grupos seguradores. A quota conjunta das companhias Fidelidade Mundial, Ocidental, Império Bonança, Victoria e Allianz representa 74 por cento da oferta.

    Também as cinco principais gestoras de clínicas privadas - José de Mello Saúde, Grupo Espírito Santo Saúde, HPP, Grupo Português de Saúde e Clisa - reuniam no ano passado cerca de 80 por cento do mercado de oferta.

    O relatório revela ainda que as previsões para o exercício de 2008 apontam para uma manutenção da tendência de crescimento do volume de negócio, "tanto no mercado de clínicas privadas como no de seguros de saúde".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.