Chefes de espionagem da Alemanha vão aos Estados Unidos na próxima semana


 

Lusa/AO online   Internacional   26 de Out de 2013, 16:36

Os chefes dos serviços de espionagem da Alemanha vão aos Estados Unidos da América na próxima semana para responder às acusações segundo as quais a segurança norte-americana tem estado a escutar o telefone da chanceler alemã, Angela Merkel.

A NSA, agência de inteligência norte-americana, está no centro do escândalo das escutas, exposto pelo seu antigo consultor Edward Snowden, cujos documentos que divulgou tornaram público um massivo programa de vigilância dos Estados Unidos, ao abrigo do qual terão sido 'espiados', entre outros, os telefonemas de 35 líderes mundiais.

O escândalo intensificou-se depois de líderes mundiais, incluindo os chefes de Estado do Brasil e do México, figurarem na lista dos 'espiados' e esta semana chegou à Europa, havendo suspeitas de que o telefone de Angela Merkel estava a ser escutado, o que levou Berlim a convocar o embaixador norte-americano.

"Altos representantes governamentais vão rapidamente aos Estados Unidos para avançar as discussões com a Casa Branca e com a NSA sobre as alegações recentemente levantadas", disse o porta-voz da chanceler alemã, Georg Streiter.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.