CDS/Açores questiona Governo Regional sobre gestão de recursos humanos na saúde

CDS/Açores questiona Governo Regional sobre gestão de recursos humanos na saúde

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Nov de 2018, 17:00

O grupo parlamentar do CDS/Açores questionou o Governo Regional acerca da gestão de recursos humanos do Serviço Regional de Saúde para “aferir da racionalidade da gestão” e "suprimir as carências identificadas”.

O presidente dos centristas açorianos, Artur Lima, considera, citado em nota de imprensa, que “a definição de políticas de gestão de recursos humanos que se traduzam numa efetiva resposta às necessidades dos açorianos é condição fundamental para a prossecução dos objetivos do Serviço Regional de Saúde”.

Para o efeito, o grupo parlamentar do CDS na Assembleia Legislativa Regional “quer saber o número de médicos previstos e o número de médicos existentes, por especialidade, no quadro de cada hospital, bem como o número de médicos de medicina geral e familiar por concelho”, assim como “saber quais as especialidades onde a região tem idoneidade formativa e onde decorre a formação”.

Segunda a nota de imprensa, a bancada centrista pretende, também, saber “o número de enfermeiros por hospital, por centro de saúde e por tipologia de contrato, o quadro de técnicos de diagnóstico e terapêutica, por profissão, por hospital e por centro de saúde, o número de psicólogos, nutricionistas e assistentes sociais por hospital, por centro de saúde e por tipologia de contrato, bem como a constituição e provisão dos quadros de assistentes operacionais e assistentes técnicos por hospital, por centro de saúde e por tipologia de contrato”.

O líder do CDS nos Açores considera que o "grande desafio" do Serviço Regional de Saúde "é garantir a todos os cidadãos o acesso aos cuidados de saúde de forma equitativa, com garantias de qualidade e de sustentabilidade”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.