Associação Nacional de Bombeiros quer estatuto único para todos os profissionais

Associação Nacional de Bombeiros quer estatuto único para todos os profissionais

 

Lusa/Ao online   Nacional   17 de Nov de 2018, 21:11

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, defendeu este sábado a integração dos bombeiros das Equipas de Intervenção Permanente (EIP) no estatuto dos bombeiros profissionais que está atualmente em discussão.

“Queremos que os bombeiros das EIP façam parte integrante do estatuto dos bombeiros profissionais, que só abrange os bombeiros sapadores, municipais e a Força Especial de Bombeiros, de forma a terem todos uma carreira única”, disse à agência Lusa Fernando Curto.

O presidente da ANBP falava à margem de um encontro que decorreu hoje, em Albergaria-a-Velha, com os profissionais das Associações Humanitárias de Bombeiros e os profissionais das EIP dos distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu, no âmbito de um conjunto de sessões de esclarecimento sobre o estatuto dos bombeiros profissionais que estão a decorrer em todo o país.

As EIP são equipas constituídas por cinco bombeiros profissionais que estão em permanência nos quartéis de bombeiros para ocorrer a qualquer situação de urgência e emergência registada no concelho. Segundo Fernando Curto, neste momento há quase dois mil bombeiros das EIP.

“Os cidadãos têm de ter o mesmo socorro em qualquer ponto do país e quem presta o socorro, que são os bombeiros profissionais, tem de que ter as mesmas condições para prestar um socorro digno às populações”, disse Fernando Curto.

O mesmo responsável explicou que vai ser preciso adaptar o estatuto dos bombeiros profissionais que estão vinculados à função pública, à realidade dos bombeiros das EIP, que estão no setor privado, porque são funcionários das associações humanitárias.

Nesse sentido, o presidente da ANBP disse que foi constituído um grupo de trabalho com representantes destes três distritos, que vão começar a trabalhar a partir da próxima semana num estatuto dos bombeiros profissionais das EIP.

O resultado deste trabalho será apresentado numa primeira fase ao Governo e, posteriormente, às Câmaras onde as EIP estão a ser constituídas e à Liga dos Bombeiros Portugueses.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.