AR discute projectos da oposição sobre avaliação de professores

AR discute projectos da oposição sobre avaliação de professores

 

Lusa/AO Online   Nacional   19 de Nov de 2009, 06:38

A Assembleia da República discute hoje oito diplomas (cinco projectos de resolução e três projectos-lei) sobre a avaliação dos professores e o estatuto da carreira docente, quatro dos quais insistem na suspensão dos modelos em vigor.

CDS, BE, PCP e Verdes pedem a suspensão da avaliação dos professores, enquanto o PSD recomenda ao Governo que elabore, em 30 dias, um novo modelo de avaliação e a extinção da divisão da carreira docente entre as categorias hierarquizadas de “professor” e “professor titular”.

No entanto, nenhum dos diplomas em discussão tem aprovação garantida nas votações previstas para sexta-feira, já que PS e PSD reservaram o seu sentido de voto para depois do debate de hoje.

Ainda assim, o projecto de resolução do PSD foi o único que mereceu, até ao momento, alguma aceitação pública por parte do PS, numa altura em que o Governo já iniciou conversações com os sindicatos representativos do sector para definir o calendário e soluções para um novo modelo.

O PS e o Governo já fizeram saber que não aceitam a suspensão e a nulidade dos efeitos das avaliações que já foram feitas, admitindo contudo discutir todos os outros pontos, incluindo o fim da divisão das carreiras entre "professores titulares" e "professores".

Pelo CDS-PP, que propõe a suspensão e a criação de uma comissão jurídica para decidir sobre os efeitos das avaliações já feitas, “há abertura” aos diplomas das restantes bancadas, mas não há garantias do sentido de voto.

À semelhança do que anunciou o PCP, o CDS-PP afirmou que se o seu projecto for aprovado sexta-feira na generalidade, admite requerer a sua votação na especialidade e final global no plenário.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse terça-feira que os comunistas acompanharão todas as iniciativas que proponham a suspensão do actual modelo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.