Açoriano Oriental
Aprovada criação grupo de trabalho para avaliar recuperação dos danos do "Lorenzo"

O parlamento dos Açores aprovou uma resolução que pede a criação de um grupo de trabalho, em sede de comissão de Economia, que avalie e acompanhe o processo de reabilitação de infraestruturas danificadas pela passagem do furacão "Lorenzo".

Aprovada criação grupo de trabalho para avaliar recuperação dos danos do "Lorenzo"

Autor: Lusa/AO Online

Também o "acompanhamento do processo de abastecimento de bens e mercadorias às ilhas do grupo ocidental", Flores e Corvo, é um desígnio da comissão proposta em conjunto por PS e CDS e aprovada por unanimidade na sessão plenária que decorre na cidade da Horta, na ilha do Faial.

O PSD apresentou, por seu turno, um projeto de resolução pedindo a criação de uma comissão eventual de acompanhamento da reparação dos prejuízos causados pelo furacão, texto chumbado com votos contra de PS e CDS e favoráveis das restantes bancadas, sendo que o PCP não está presente na sessão de hoje.

O deputado social-democrata Bruno Belo, na apresentação do texto do partido, defendeu que o parlamento açoriano "deve aceder aos relatórios de execução dos procedimentos referentes aos processos individuais ou coletivos, bem como os critérios de prioridades adotadas de forma a garantir que as pessoas são efetivamente e justamente apoiadas".

A comissão parlamentar de Economia, lembrou, não tem deputados do PCP e do PPM como elementos fixos, precisamente um eleito pelas Flores (João Paulo Corvelo, do PCP) e outro pelo Corvo (Paulo Estêvão, dos monárquicos).

O texto assinado pelos líderes parlamentares do PS e do CDS, Francisco César e Artur Lima, frisou que, "sem prejuízo da pronta e eficaz atuação" do executivo dos Açores e da Proteção Civil, bem como da "disponibilidade" financeira "demonstrada por parte do Governo da República", importa agora "acompanhar de forma próxima a implementação de soluções para o esforço de reconstrução" de equipamentos nas várias ilhas afetadas, em concreto as Flores e o Faial.

Durante a passagem do “Lorenzo” pelos Açores foram registadas 255 ocorrências e 53 pessoas tiveram de ser realojadas.

A passagem causou a destruição total do porto das Lajes das Flores, o que colocou em risco o abastecimento ao grupo Ocidental, formado pelas ilhas das Flores e do Corvo.

No total, o mau tempo provocou prejuízos de cerca de 330 milhões de euros, segundo o Governo Regional dos Açores.

O parlamento dos Açores aprovou também na sessão legislativa desta semana uma proposta do Bloco de Esquerda para deixarem de ser cobradas taxas moderadoras nas consultas de cuidados primários de saúde, nas consultas de especialidade e nos exames complementares de diagnóstico prescritos no âmbito do Serviço Regional de Saúde e do Serviço Nacional de Saúde.

Já uma resolução do PPM para a criação de uma Casa Etnográfica "dotada de uma coleção de bens culturais móveis representativa da cultura tradicional e popular da ilha do Corvo" foi chumbada na Assembleia Legislativa Regional.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.