Açoriano Oriental
Covid-19
Açores testam mais de 5.600 membros da comunidade escolar

Os Açores estão a testar mais de 5.600 membros da comunidade escolar, no regresso às aulas presenciais, adiantou o Governo Regional, no primeiro dia de encontros com agentes de vários setores.

 Açores testam mais de 5.600 membros da comunidade escolar

Autor: Lusa/AO Online

De visita à Escola Secundária da Lagoa, o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, apontou que, naquela escola, “tudo está preparado para esta retoma das aulas do 11.º e 12.º anos, relativamente a alunos que estão inscritos em exames nacionais”.

A nível regional, salientou o governante, já foram e estão a ser realizados testes de despiste à Covid-19 a toda a comunidade escolar, incluindo alunos, pessoal docente e funcionários.

Esse despiste permitirá que o “regresso à normalidade, ou, dito de forma mais rigorosa, a uma nova normalidade, possa decorrer, salvaguardando o valor da saúde pública, da saúde dos alunos, de toda a comunidade educativa, de todos nós, mas também aquilo que é a importância do percurso escolar, em concreto, naqueles que têm a realização de exames nacionais”, afirmou.

De acordo com os dados da Autoridade de Saúde Regional, já foram realizados 4.495 testes nas ilhas do grupo central (Faial, Pico, São Jorge, Terceira e Graciosa) e em São Miguel, e 1.171 aguardam colheita ou resultados.

De fora do despiste ficam as ilhas das Flores, Corvo e Santa Maria, onde não se registou nenhum caso positivo de covid-19.

No grupo central, as aulas presenciais foram retomadas na segunda-feira, mas apenas para os alunos que fazem exames para ingresso no ensino superior, regra que se aplica também a São Miguel, onde serão retomadas na próxima segunda-feira.

O presidente do Governo Regional dos Açores visitou também, esta manhã, a Fábrica de Rações Santana e a lota de Ponta Delgada, onde, citado em nota de imprensa, destacou “o trabalho que o setor da pesca desenvolveu durante esta fase mais tensa, uma vez que nunca parou”.

Durante a próxima semana, o líder do executivo regional irá reunir-se com agentes de áreas como o turismo, a saúde ou o comércio, para preparar o regresso à normalidade.

“Esta série de contactos, de hoje e da próxima semana, visa acompanhar um conjunto variado de setores neste processo de retoma, com a confiança e com a consciência daquilo que isso implica, mas também com a confiança de que seremos capazes de, com responsabilidade, tomando todas as cautelas, retomarmos a nossa vida e a nossa economia também, que é um aspeto fundamental neste processo, dentro daquilo que é prioritário: a defesa da saúde, da vida, de todos e de cada um de nós”, afirmou Vasco Cordeiro.

Questionado pelos jornalistas, o governante reafirmou a intenção de reforçar a capacidade de testagem na região, em colaboração com a Universidade dos Açores, que disponibilizará laboratórios para o efeito, e assegurou que “está a correr normalmente” a instalação de salas de pressão negativa no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, onde já estão em funcionamento cinco dessas salas, e serão criadas outras cinco até ao final do mês.

Sobre a possibilidade de médicos especialistas se poderem deslocar às ilhas sem hospital, mostrando apenas um teste negativo, o governante adiantou que “essa não é uma decisão política": "é uma decisão técnica em que se procura contrabalançar, não havendo situações de quarentena, a necessidade de fiscalizar ou de verificar com maior frequência a situação de Covid”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.