Açoriano Oriental

AO Escolas

EFTH prepara arranque do 3º Período
Ainda que pelos motivos que se conhecem, o futuro começou a ser reinventado e nada vai fazer parar o plano formativo e pedagógico da EFTH.
 
Escola de Formação Turística e Hoteleira
Iª Feira do Livro da Biblioteca da ESLagoa
Para Voltaire, “A leitura engrandece a alma”. Já, para Saramago, “A leitura é, provavelmente, uma outra maneira de estar em um lugar” e outros há que associam “leitura” a viagem, fonte de prazer, enriquecimento de alma, de conhecimento, de comunicação com o passado ou, simplesmente, uma forma de aumentar o vocabulário e de aprimorar a ortografia. Motivar os alunos para a leitura, visto os inúmeros benefícios que esta acarreta, numa sociedade em que a prioridade são as tecnologias e as redes sociais, tem sido o principal foco da biblioteca da Escola Secundária de Lagoa. Neste sentido, para além de outras atividades que desenvolve ao longo do ano, a biblioteca promoveu, entre os dias 10 e 13 de março, uma Feira do Livro.
 
Escola Secundária da Lagoa
Sentir, pensar, crescer e inspirar em casa!
Urge gerir o tempo. A comunidade educativa está resguardada em casa para combater a propagação do Covid-19. Mas não há razão para baixar as mãos, o ecrã do computador poderá ser um meio para nos mantermos ligados, colaborarmos e aprendermos.
 
Escola Secundária da Lagoa

Notícias AO

Caso positivo que viajou de avião arrisca pena de 10 anos de prisão
Jovem indiano deveria cumprir isolamento no Porto, mas viajou de Lisboa para Ponta Delgada. Governo apresentou queixa no DIAP.
 
Governo anula concurso para construção de navio e direciona 48,2 ME para saúde, emprego e economia
O Conselho do Governo dos Açores anulou o concurso público internacional para a conceção e construção de um navio de transporte de passageiros e viaturas e decidiu direcionar o respetivo montante para o reforço do financiamento da saúde e das medidas de apoio ao emprego e à dinamização da economia na Região.  
 
Blatter nega subornos na atribuição dos Mundiais de futebol
O antigo presidente da FIFA Sepp Blatter reafirmou que não houve subornos nas atribuições dos Mundiais de futebol à Rússia (2018) e ao Qatar (2022), se bem que neste caso terá havido uma "intervenção política".
 
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.