Vara pretende "esclarecer tudo" quando for ouvido por juiz


 

Lusa / AO online   Economia   18 de Nov de 2009, 10:43

O ex-ministro socialista Armando Vara pretende "esclarecer tudo" quando hoje for ouvido, como arguido, pelo juiz de instrução criminal de Aveiro no processo Face Oculta, revelou à Lusa um dos advogados de defesa.
"A nossa vontade é esclarecer tudo", garantiu à agência Lusa o advogado Tiago Rodrigues Bastos, sublinhando que esta atitude vai "depender" da existência de "condições para o fazer", pois a defesa de Armando Vara "não sabe o que vai acontecer" no interrogatório, designadamente se terá "acesso" ao material probatório que alegadamente incrimina o vice-presidente do BCP que, entretanto, suspendeu as funções.

Em síntese, Tiago Rodrigues Bastos admite que a intenção da defesa de Vara é "esclarecer tudo" o que diga respeito a questões "concretas" e saber o que realmente sobre ele pende, em vez de ser confrontado com acusações "genéricas".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.