Tripulantes de cabina da SATA Air Açores admitem fazer greve

 Tripulantes de cabina da SATA Air Açores admitem fazer greve

 

Lusa / AO online   Regional   19 de Out de 2007, 12:24

O Sindicato de Pessoal de Voo da Aviação Civil admitiu que os tripulantes de cabina da Sata Air Açores podem recorrer à greve, caso a companhia mantenha o "incumprimento" do Acordo da Empresa.

A dirigente sindical Cristina Vigon adiantou à agência Lusa que os tripulantes de cabina da transportadora açoriana mandataram o sindicato para solicitar audiências ao Governo Regional e partidos com assento no parlamento regional para analisar esta matéria.

No caso destas reuniões não resultarem em consensos, o sindicato do sector poderá avançar com um pré-aviso de greve, disse Cristina Vigon, ao adiantar que esta posição foi tomada pelos trabalhadores numa recente Assembleia-Geral.

"Vamos já enviar as cartas a solicitar estas audiências e, caso não se consiga chegar a consensos até Novembro, teremos que recorrer à greve", disse a dirigente do sindicato.

Em causa estão "questões graves" de incumprimento em vários artigos do Acordo de Empresa, uma vez que a companhia aérea "não respeita" os compromissos que tem estipulado com os tripulantes de cabina, alegou.

Segundo disse, entre estes alegados incumprimentos estão questões das folgas, gozo de férias e, ainda, na obrigatoriedade de treinos recorrentes de salvamento, segurança e primeiros socorros.

A SATA "é uma grande companhia, que tem apresentado lucros, e deve respeitar o seu nome e os seus tripulantes de cabina", alegou Cristina Vigon, indicando que, caso seja mesmo decidido partir para a greve, a paralisação deverá ocorrer em Novembro.

A SATA Air Açores é responsável pelas ligações entre as nove ilhas açorianas, através de uma frota composta por aviões ATP e um Dornier.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.