Tesouro descoberto na Sinagoga de Ponta Delgada

Carregando o video...

 

Paulo Faustino   Regional   23 de Nov de 2010, 17:23

Historiador descobre achado que pode reforçar a importância da sinagoga e ajudar a compreender melhor a comunidade hebraica que se estabeleceu em São Miguel
O historiador José de Almeida Mello descobriu um conjunto de objectos e documentos hebraicos na Sinagoga de Ponta Delgada, que afirmam o património judaico deste templo como um dos mais antigos e, provavelmente, mais ricos do país.

Há dias, o investigador despejou o conteúdo de uma velha arca na sinagoga e deparou-se com uma série de documentos impressos e manuscritos, nalguns casos intactos, noutros fragmentados.

José Mello encontrou uma grande panóplia de peças, entre as quais se incluem pergaminhos com informações cuidadosamente enrolados, pequenos livros de bolso, uma mão em madeira, saquetas tendo no seu interior fitas de cabedal e tábuas da lei, documentos no interior de tubos de vidro selados e tecidos utilizados no culto religioso.

Um trabalho de pesquisa e descoberta que foi como entrar na máquina do tempo e recuar alguns séculos atrás para o historiador ligado à comissão de recuperação da Sinagoga de Ponta Delgada (fundada em 1836, entre outros, por Abraão Bensaúde).

“Possivelmente estamos perante um legado com muitas peças que remontam aos primeiros tempos dos judeus nos Açores e que está na base da Sinagoga de Ponta Delgada”, explicou ao AO.



Leia esta reportagem na íntegra no jornal Açoriano Oriental de terça-feira, 23 de Novembro de 2010

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.