Euro/Crise

Suécia pede a Itália e à Grécia que equilibrem finanças públicas


 

Lusa/AO online   Economia   7 de Set de 2011, 18:06

O ministro sueco das Finanças, Anders Borg, apelou à comunidade internacional que pressione mais a Itália e a Grécia para que ponham em ordem as finanças públicas.
“Deveria haver uma real pressão internacional sobre a Grécia e sobre Itália”, para que estes países em crise adoptem reformas de correcção das finanças públicas, disse Anders Borg em declarações à agência noticiosa sueca TT.

O ministro manifestou também preocupações quanto à solidez dos bancos franceses e alemães e sublinhou que o alto nível de endividamento dos bancos europeus contribui para a incerteza nos mercados financeiros europeus, insistindo que a única forma de resolver estas dúvidas é equilibrando as finanças públicas gregas e italianas.

Estocolmo alertou, em Agosto, que a crise da dívida soberana na Europa vai ter efeitos negativos sobre a economia sueca, muito dependente das exportações

Na terça-feira, o banco central sueco avançou estimativas de crescimento de 1,7 por cento para 2012, depois de estimativas anteriores de 2,2 por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.