Aviação

SATA Internacional limita oferta de "época baixa" a Frankfurt

SATA Internacional limita oferta de "época baixa" a Frankfurt

 

Rui Leite Melo   Regional   4 de Nov de 2008, 09:32

Com a chegada da época baixa e consequente diminuição da procura, leva transportadora regional a diminuir ou suspender ligações internacionais e a rever ligações com o resto do País. Até Abril, os charters ganham novo protagonismo no transporte aéreo na Região
Devido à  época baixa, tecnicamente denominada “Inverno IATA”, a SATA Internacional  interrompeu até Abril todas as ligações internacionais para a Europa e outros destinos no estrangeiro, com excepção de Frankfurt, e reduziu a frequência de ligações com os Estados Unidos e Canadá, assim como redefiniu as ligações domésticas com o continente português e Madeira. Em relação ao continente norte-americano, as ligações passam a ter duas ligações com Boston e outras tantas a Toronto. Esta é uma situação prevista e que, de acordo com a transportadora aérea açoriana, definida há bastante tempo, não sendo indicador de nada mais do que a sazonalidade própria da procura. 
A mesma normalidade é apontada pela empresa e mesmo pelos sindicatos no que concerne à não renovação de contratos a termo de determinados trabalhadores, ferramenta habitualmente utilizada para reforço de pessoal na época alta. Este ano, e de acordo com o SITAVA, foram já dispensados 24 trabalhadores, prevendo-se que outros sete o sejam até ao final de Novembro.

Prioridade aos charters
Reduzindo a frequência de voos, o Grupo SATA intensifica ao longo da época baixa as operações realizadas através dos voos charter e isso volta a acontecer este ano. As  prioridades voltam a ser os destinos de sol, em particular   Caraíbas, mas também a Europa, isto nas épocas específicas de Natal, Carnaval e outras ocasiões festivas.
Em 2007, as operações charter representaram 46% da facturação da SATA Internacional.
No global, o Grupo SATA transportou 1,4 milhões em 2007, dos quais um milhão foi transportado pela SATA Internacional.
De acordo com números da empresa, relativos ao ano passado, a SATA Internacional transportou 307.995 a partir de Lisboa e 288.879 passageiros para Lisboa. De e para a Madeira, a SATA Internacional transportou 229.587 passageiros. 
A rede de rotas regulares da SATA Internacional conta com cerca de 20 destinos na Europa, Estados Unidos regiões autónomas portuguesas e o continente. Ao longo do ano toca mais de 50 destinos diferentes, na sua maioria em regime charter.
TAP em contenção
Tais alterações nada têm de similar com a situação da TAP, que  inicia segunda-feira a suspensão pontual de 60 voos semanais, 51 de médio curso e nove de longo curso, uma medida integrada no plano da companhia para fazer face ao aumento do preço dos combustíveis. A este propósito, em declarações à agência Lusa fonte oficial da companhia aérea portuguesa garantiu que nenhum destino servido pela TAP será cancelado, tratando-se de um redução do número de frequências em rotas com índices de ocupação mais reduzidos durante os períodos de menor procura (Novembro, Janeiro, Fevereiro e Março).
 “Nos períodos de maior procura, como o Natal, Fim de Ano e Carnaval, podemos ter voos extraordinários para alguns destinos”, acrescentou a mesma fonte. Estas situações de excepção estão também previstas pela SATA Internacional.
Quanto ao médio curso da TAP, as suspensões vão verificar-se em três períodos específicos: até 3 de segunda-feira a 30 de Novembro; de 12 de Janeiro a 15 de Fevereiro de 2009 e de 2 a 28 de Março de 2009. Para a Europa, a TAP suspende 42 frequências semanais entre Lisboa e 16 cidades em Espanha, Suíça, Alemanha, Holanda, França, Itália e Bélgica. Nos voos de longo curso a partir de Lisboa, serão suspensas uma frequência semanal para Nova Iorque, Caracas, Recife e Natal e duas frequências para o Rio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.