Sarkozy anuncia plano "sem precedente" para a agricultura


 

Lusa / AO Online   Economia   27 de Out de 2009, 11:45

O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou um plano "sem precedente" para a crise na agricultura, num montante total de 1.650 milhões de euros, incluindo 650 milhões de "ajuda excepcional" e mil milhões de empréstimos bonificados.
A França, primeira potência agrícola da Europa e principal beneficiária da Política Agrícola Comum (PAC), enfrenta uma queda dos preços no sector.

Segundo Nicolas Sarkozy, os preços na produção agrícola recuaram 20 por cento num ano, enquanto os preços no consumidor dos produtos alimentares baixavam 1 por cento.

"Este diferencial é inaceitável. Coloca a nossa produção alimentar em perigo", declarou Sarkozy, numa deslocação a Poligny, no Leste da França.

"Vim propor-lhes um plano sem precedente de apoio excepcional para a nossa agricultura que inclui mil milhões de empréstimos bancários e 650 milhões de euros de apoio excepcional do Estado", disse o Presidente francês.

Precisou que a taxa de juro real dos empréstimos seria reduzido para 1,5 por cento ou até 1 por cento no caso dos jovens agricultores.

Esta medida, explicou, visa permitir a cada agricultor em dificuldade sanear a respectiva situação de tesouraria e investir na próxima campanha.

O mundo agrícola francês manifestou o seu mal-estar, a 16 de Outubro, numa jornada nacional em que reclamou a aprovação com urgência de medidas para o sector.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.