Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   13 de Nov de 2007, 07:34

Os gastos dos deputados em viagens, o incêndio na refinaria da Galp, em Leça da Palmeira, e a “chegada” a tribunal do processo “Apito Dourado”, são alguns temas hoje em destaque na imprensa lisboeta.
O Jornal de Notícias chama à primeira página “`Apito Dourado´ chega a tribunal a 11 de Fevereiro”, adiantando que a data alternativa será dia 13 do mesmo mês se vier a surgir algum impedimento.

    Sobre o processo, o JN refere ainda que Valentim Loureiro, Pinto de Sousa e mais 22 arguidos respondem por corrupção desportiva.

    “Emoção no regresso às aulas” é outro título do matutino, referindo que os alunos da Universidade Sénior de Castelo Branco recordaram os 16 colegas falecidos no acidente na A23 na semana passada.

    “Incêndio na ETAR da Petrogal de Leça causa dois feridos” e “Universidades e politécnicos têm saldo de 393 milhões congelado” são outros temas abordados no JN.

    O Público faz manchete com o título “Piloto que morreu no sábado nunca tinha combatido incêndios”.

    De acordo com o jornal, o piloto que morreu sábado depois do helicóptero que comandava se ter despenhado numa operação de combate a um incêndio no concelho de Melgaço realizava o seu primeiro voo.

    O Estado considerou-o preparado, ao contrário da empresa onde trabalhou, diz o Público.

    Na capa, o matutino destaca também que o hooliganismo continua a fazer mossa em Itália, noticiando a morte de um adepto da Lázio no domingo depois de confrontos entre claques.

    Um estudo que indica que o pão português é mais salgado do que o europeu e a opinião de especialistas sobre a legalidade ou não de cópias a documentos oficiais são outros assuntos em destaque no Público.

    “3,4 milhões em viagens” é a manchete do Correio da Manhã que adianta que os deputados gastam mais 15,4 por cento.

    As verbas previstas no Orçamento de 2008 da Assembleia da República reforçam despesas com deslocações dos parlamentares, salienta o CM.

    O jornal divulga na primeira página uma fotografia do quarto onde Maddie dormia quando desapareceu a 03 de Maio.

    O matutino puxa ainda para a capa o choque entre um autocarro de passageiros e um ligeiro que causou cinco feridos em Vila do Conde.

    O CM noticia ainda que a “Polícia Marítima cobra multas ilegalmente”.

    “Ministério da Justiça compra carros de luxo” titula o Diário de Notícias, realçando que o Orçamento de Estado de 2007 restringe a compra de novos carros.

    O destaque fotográfico do DN vai para o fogo na refinaria da Galp, titulando “Incêndio em Leça assusta população”.

    “Estradas vão pagar milhões ao Estado” e “PJ reforça investigação nos incêndios” são outros títulos do DN.

    Também o 24horas destaca hoje na primeira página uma fotografia da cama onde Maddie dormia na noite do desaparecimento.

    O diário adianta que a Judiciária não encontrou vestígios de sangue na cama e adianta que a polícia portuguesa está à espera das últimas análises de Birmingham há já 112 dias.

    O jornal diz ainda que a “polícia revela que há mais pedófilos a atacar nos jardins de Lisboa”.

    O Diário Económico titula “Separação da TV Cabo não convence Bruxelas”, realçando uma entrevista à comissária europeia Vivianne Reding.

    A comissária disse ao jornal que a separação da PT Multimédia da PT é insuficiente para garantir a abertura do mercado de telecomunicações nacional.

    “Novo modelo da Estradas de Portugal: Governo diz que utilizador vai pagar uso das estradas” é outro título de destaque do DE, que destaca uma entrevista ao secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas, Paulo Campos.

    Na entrevista Paulo Campos explica como vai viabilizar financeiramente a nova Estradas de Portugal.

    O Jornal de Negócios avança na primeira página “[Banco catalão] Sabadell abre balcões em Portugal à revelia do BCP”.

    “Dívidas ao Estado disparam para 21,5 mil milhões” e “Concessão da Estradas de Portugal aberta à entrada de privados” são outros títulos do JdN.

    A recuperação do avançado internacional paraguaio do Benfica, Oscar Cardozo, para os encontros com o AC Milão e o FC Porto, e a tentativa de contratar definitivamente o uruguaio Cristian Rodriguez dominam hoje as primeiras páginas dos jornais desportivos.

    A Bola fala em “Alívio”, explicando que a “Lesão do avançado (é) menos preocupante do que o Benfica temia” e que Cardozo estará “pronto em cinco dias” depois de ter sofrido “apenas uma entorse no tornozelo esquerdo”.

    A frase “Cardozo pronto para Milan e FC Porto” faz manchete em O Jogo, segundo o qual a selecção paraguaia aceitou a permanência do avançado em Lisboa, depois deste ter sofrido uma “Entorse tíbiotársica (que obriga) a duas semanas de paragem”.

    Ainda relativamente aos “encarnados”, mas destacando outro jogador, o Record diz que o “Benfica paga o máximo”, á que boas exibições elevam Rodriguez ao tecto salarial.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.