Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   15 de Set de 2008, 06:29

A revelação de que o chefe da missão aos Jogos Olímpicos é suspeito de uso irregular de verbas, a perda de poder de compra dos funcionários públicos e o concerto de Madonna são hoje destaques da imprensa lisboeta.
O Público avança na primeira página "Chefe da missão aos Jogos Olímpicos suspeito de uso irregular de verbas".

    O jornal adianta que uma auditoria realizada às contas da World Gymnaestrada 2003 concluiu que o seu principal responsável, Manuel Boa de Jesus, chefe da missão olímpica a Pequim, cometeu várias irregularidades na administração de financiamentos do Estado.

    Na capa, o Público destaca ainda a vitória de Sebastian Vettel, piloto alemão da Toro Rosso, no Grande Prémio de Itália em Fórmula 1.

    O Correio da Manhã sublinha hoje em manchete um balanço das alterações penais que entraram em vigor há um ano titulando "Mais crimes e menos presos".

    O matutino realça também uma sondagem sobre Segurança realizada pela Aximage que indica que o sentimento de insegurança atinge 70 por cento das pessoas inquiridas.

    O CM puxa ainda para a capa o concerto de Madonna domingo à noite no Parque da Bela Vista, em Lisboa.

    O Diário de Notícias faz manchete com o título "Funcionários públicos perdem 7 por cento de poder de compra em dez anos".

    O diário destaca também que o antigo líder do PSD Marques Mendes vai lançar um livro no dia 25 em Lisboa onde explica o seu projecto para o país.

    O Jornal de Notícias titula "Só duas universidades não têm propina máxima", contando que Algarve e Açores são a excepção.

    O valor a pagar nos institutos politécnicos aproxima-se do cobrado nas universidades, acrescenta o JN.

    O diário destaca ainda o concerto de Madonna que "juntou em Lisboa 75 mil pessoas".

    "Leia todo o diário secreto de Kate" é a manchete do 24horas, referindo que no diário estão descritos os momentos após o desaparecimento de Maddie.

    Na primeira página, o 24horas adianta ainda que "Suspeito da morte de Aurélio palha [empresário do Porto] está fugido na Islândia".

    O Diário Económico destaca uma entrevista ao presidente do BPI, Fernando Ulrich, na qual afirma: "A Unitel é que nos escolheu".

    Na entrevista, Ulrich diz nunca ter pensado em sair de Angola e admite que a Unitel possa entrar no capital do banco em Lisboa.

    O económico puxa ainda para a capa uma entrevista ao ministro da Economia, Manuel Pinho, na qual diz não ter “boas notícias quanto ao investimento".

    Por seu turno, o Jornal de Negócios chama à primeira página "Rendas sobem acima da inflação em 2009", referindo que a actualização é de 2,8 por cento contra previsão de inflação de 2,5 por cento.

    Também o JdN realça na capa uma entrevista ao líder do BPI, Fernando Ulrich.

    Ao JdN, Fernando Ulrich diz ter muito gosto "que a Unitel entre no capital do BPI".

    O castigo imposto pelo treinador do Benfica, Quique Flores, ao paraguaio Óscar Cardozo, impedindo-o de treinar, faz o pleno das manchetes dos matutinos desportivos.

    “Quique implacável com Cardozo - Estás sem ganas!”, anuncia em destaque A Bola, como foto do treinador do Benfica em dimensões maiores e uma pequena imagem do futebolista.

    O jornal adianta que “jogador foi afastado dos treinos e responde a inquérito”, explicando que “treinador não gostou da atitude do paraguaio nos trabalhos de sábado.

    O matutino dedica ainda parte da capa a uma entrevista com Cristiano Ronaldo, na qual o futebolista diz que “Portugal tem muito a ganhar com Carlos Queirós”.

    “Acabou a brincadeira!”, proclama O Jogo, referindo-se ao caso Quique Flores-Óscar Cardozo, afirmando que o treinador do Benfica foi “implacável”.

    Ao lado de uma foto do jogador, de botas na mão, o jornal diz “Cardozo afastado dos treinos e multado só volta amanhã”.

    O Jogo destaca ainda outra situação de difícil relacionamento entre jogador e treinador, desta vez no Sporting, anunciando que o montenegrino Simon Vukceciv está “destroçado” por não ter sido convocado por Paulo Bento para o jogo de terça-feira com o Barcelona, a contar para a Liga dos Campeões.

    “Quique manda Cardozo para casa”, anuncia o Record, sobre foto de jogador sentado no banco, referindo que “falta de aplicação no treino dita afastamento”.

    “+Óscar está tranquilo+, diz o pai, citado pelo matutino, que assegura que o futebolista paraguaio “só será reintegrado depois do jogo em Itália” e que “Benfica deverá ser obrigado a proceder disciplinarmente”.

    O Record destaca também a situação do montenegrino do Sporting, anunciando “Vuk outra vez de fora”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.