Turquia

Retirada dos escombros na Turquia bebé com 15 dias


 

Lusa/AO online   Internacional   25 de Out de 2011, 12:36

Uma bebé com quinze dias foi retirada viva dos escombros, quase 48 horas depois do sismo de domingo na província turca de Van (leste), anunciaram as cadeias de televisão.
As equipas de socorro estão agora a tentar retirar a mãe da bebé, ainda sob os escombros de um edifício em Ercis, a cidade mais atingida pelo sismo, anunciaram as cadeias de televisão NTV e CNN-Turk.

Os socorristas têm estado a trabalhar há longas horas para encontrar a pequena Azra, que foi imediatamente transportada para o hospital, e a mãe Semiha nos restos do apartamento onde viviam, disseram.

Entretanto, a Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICV) indicou que centenas ou mesmo milhares de pessoas continuam soterradas nos escombros de betão, dois dias depois do violento sismo de domingo.

"A situação no leste da Turquia continua a ser muito grave", declarou aos «media» uma porta-voz da organização.

Pelo menos 366 pessoas morreram devido ao sismo de magnitude 7,2 que sacudiu a província oriental turca de Van no domingo, de acordo com um novo balanço da Direcção oficial das situações de emergência turca hoje divulgado.

O balanço anterior, anunciado na segunda-feira à noite, apontava para 279 mortos.

Quase 2.256 edifícios – na maioria imóveis de apartamentos – desmoronaram-se, adiantou a FICV citando estatísticas do Crescente Vermelho turco.

“Com temperaturas na zona abaixo de zero à noite, a distribuição de cobertores e de alimentação é uma prioridade essencial” do Crescente Vermelho turco, referiu uma fonte da organização.

Até agora foram distribuídas 6.377 tendas na região atingida pelo sismo.

O epicentro do sismo, registado às 10:41 TMG de domingo (11:41 em Lisboa), foi localizado a 19 quilómetros a nordeste da província de Van e a uma profundidade de 7,2 quilómetros, de acordo com o Instituto de Geofísica norte-americano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.