Reparação do "Ilha Azul" concluída até final do ano

 Reparação do "Ilha Azul" concluída até final do ano

 

Lusa / AO online   Regional   19 de Nov de 2007, 18:10

A reparação do navio de passageiros “Ilha Azul”, que sofreu um rombo no casco este Verão no porto da Graciosa, deverá ficar concluída até ao final do ano, anunciou fonte dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.
O director de produção dos estaleiros adiantou à agência Lusa que os trabalhos de reparação da embarcação, propriedade da empresa Transmaçor, mas que estava ao serviço de uma sociedade pública, tiveram início na última semana, devendo sair da doca seca em Dezembro.

“O rombo afectou cerca de 20 por cento do casco do navio”, afirmou Manuel Castro, ao adiantar que será recolocado “uma grande extensão de aço” para reparar a embarcação, que efectuou o transporte marítimo de passageiros entre as ilhas durante a operação de 2007 até Agosto.

Quando tentava atracar na ilha Graciosa, a 23 de Agosto, o navio sofreu um rombo que lhe provocou uma pequena entrada de água e o derrame de óleo lubrificante, impedindo-o de continuar em actividade até ao final da operação em Outubro.

O "Ilha Azul" tem cerca de cem metros de comprimento e uma boca de 17,5 metros e capacidade para transportar 562 pessoas e 120 viaturas.

Quanto aos custos da reparação, Manuel Castro disse desconhecer o valor, acrescentando, apenas, que deverão ser suportados pelo seguro.

O secretário regional da Economia admitiu hoje, após uma visita aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que o “Ilha Azul” deverá ser novamente contratado para efectuar as ligações marítimas entre as ilhas em 2008, em virtude dos dois barcos novos encomendados não ficarem concluídos a tempo.

Duarte Ponte adiantou que, se o “Ilha Azul” ficar reparado até ao final do ano, em Janeiro poderá ser certificado pelo IPTM, estando em condições de iniciar as viagens no arranque da operação marítima de 2008.

Segundo explicou, os contratos assinados entre o Governo Regional a Transmaçor e Helenic Seaway, proprietária do “Santorini”, já previa uma opção de utilização dos dois barcos por mais um ano.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.