Assembleia da República

PSD acusa Vieira da Silva de ter pressionado investigação criminal


 

Lusa / AO online   Nacional   2 de Dez de 2009, 11:56

O PSD acusou esta quarta-feira o ministro da Economia de ter atacado o “coração” do sistema de justiça e de ter feito uma pressão ilegítima junto dos órgãos de investigação criminal ao falar em “espionagem política”.
 A acusação do deputado social-democrata Miguel Macedo foi assumida numa audição da Comissão de Assuntos Constitucionais com o ministro Vieira da Silva, após este membro do Governo ter caracterizado como “espionagem política” o caso das escutas que envolveram as conversas telefónicas entre o primeiro-ministro, José Sócrates, e o ex-dirigente socialista Armando Vara, arguido no processo “Face Oculta”.

Na sequência da intervenção de Vieira da Silva, dizendo que a sua expressão “espionagem política” se destinou a condenar “uma lamentável violação do segredo de justiça”, Miguel Macedo acusou o ministro da Economia de tentar “atirar areia para os olhos”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.