Açoriano Oriental
Presidente da Sociedade de Reabilitação de Habitação dos Açores recusa comentar extinção

O presidente do conselho de administração da Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas (SPRHI) recusou-se a comentar a "decisão política" de extinguir a empresa pública açoriana, que se vai concretizar a curto prazo.


Foto:
Autor: Lusa/AO Online

"Eu não comento as decisões políticas […]. Essa matéria de reestruturação, extinção, já foi anunciada, aliás é pública […] e sobre essa matéria não faço qualquer comentário", afirmou Joaquim Pires, em declarações aos jornalistas na delegação de Ponta Delgada do parlamento açoriano.

O presidente da SPRHI foi ouvido na Comissão Eventual de Inquérito ao Sector Público Empresarial Regional e Associações sem Fins Lucrativos Públicas, onde foi abordada a extinção da empresa açoriana, que funciona há 15 anos.

Joaquim Ponte assegurou que deixa a SPRHI "sólida" e "equilibrada", lembrando que a empresa tem ativos de mais de 190 milhões de euros e um passivo de cerca 171 milhões de euros, com um capital próprio de cerca de 14 milhões de euros.

Durante a audição do representante, os deputados do PSD recusaram fazer questões, alegando que existe uma investigação em curso, mas Joaquim Pires assegurou desconhecer "o que se passa", referindo por isso que está "absolutamente tranquilo".

A SPRHI foi criada em 2003, na sequência do sismo do Faial e do Pico de 1998, tendo atualmente 21 trabalhadores.

Grande parte destes trabalhadores será integrada na Direção Regional da Habitação, da Secretaria Regional da Solidariedade Social.

Joaquim Ponte afirmou ainda que a extinção da SPRHI pode ocorrer "a todo o momento" e sucederá à promulgação do decreto legislativo regional.

Em fevereiro, o Governo dos Açores anunciou uma redução da sua participação direta e indireta em empresas e associações, no âmbito de uma reforma do setor público empresarial regional que inclui a extinção de empresas.

A reforma abrange 17 empresas no total e as extinções referem-se à SPRHI e à Saudaçor, empresa de planeamento e gestão do Sistema Regional de Saúde.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.