Liga das Nações

Portugal tenta o título frente a seleções de 'peso'

Portugal tenta o título frente a seleções de 'peso'

 

Lusa/AO Online   Futebol   3 de Jun de 2019, 09:27

O estatuto de anfitrião, de campeão europeu e a presença do avançado Cristiano Ronaldo colocam a seleção portuguesa na ‘pole position’ da fase final da Liga da Nações de futebol, embora tenha adversários de peso.


A jogar em casa e sem baixas, Portugal aparece nesta fase final como a equipa a ‘abater’, com a Suíça a ser a primeira a ter essa possibilidade, quando se defrontarem na quarta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto.

A história bem recente com os helvéticos reforça ainda mais a candidatura da formação de Fernando Santos nesta competição, com Portugal a bater os suíços, por 2-0, em 2017, no Estádio da Luz, em Lisboa, naquela que foi uma verdadeira ‘final’ no caminho para estar na fase final do Mundial2018.

Apesar de ter falhado a qualificação, Cristiano Ronaldo desta vez não pediu dispensa e vai tentar colocar Portugal na final, perante uma Suíça que irá estar ‘orfã’ do seu capitão, o defesa Stephan Lichtsteiner, que jogou poucos minutos no Arsenal, mas que vai contar com a sua grande estrela, o extremo Xherdan Shaqiri, recentemente coroado campeão europeu com o Liverpool.

Apesar de não ter grandes tradições em competições internacionais, a Suíça chega a esta fase final após ter ‘derrubado’ a Bélgica, que é atualmente considerada uma das mais fortes equipas europeias.

A ‘renascida’ Holanda e a ‘perigosa’ Inglaterra vão estar atentos aos acontecimentos no Estádio do Dragão, já que disputam a outra meia-final, em Guimarães, num duelo em que os ingleses acabam por ter alguma vantagem, sobretudo devido à campanha que realizaram no último Mundial e também no próprio apuramento da Liga das Nações, em que eliminaram a Espanha.

Após uma fase conturbada, a Inglaterra aparece agora com uma nova geração, liderada pelo avançado Harry Kane, e que mostrou o seu valor no ano passado, na Rússia, quando alcançou as meias-finais, sendo apenas batida pela Croácia.

Se esse ‘cartão de visita’ não fosse suficiente, já na Liga das Nações, os ingleses foram a Espanha bater a seleção da casa, por 3-2 com um ‘festival’ de Sterling e Rashford, que também merecem destaque na equipa de Gareth Southgate.

Como ‘outsider’ aparece a Holanda, sobretudo devido à sua história recente, em que falhou o Euro2016 e Mundial2018, embora a equipa de Ronald Koeman, ex-técnico do Benfica, tenha recuperado algum respeito quando, para estar nessa fase final, deixou pelo caminho a Alemanha.

Em pouco tempo, Virgil van Dijk passou do defesa mais caro do mundo, quando foi contratado pelo Liverpool, a capitão da Holanda e a um dos melhores centrais da atualidade, numa ‘laranja mecânica’ que parece querer voltar aos velhos tempos, em grande parte por causa da nova geração do Ajax, com a formação de Amesterdão a ficar perto esta temporada da final da Liga dos Campeões.

Portugal, campeão europeu em título, defronta a Suíça nas meias-finais, na quarta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo com início às 19h45 (menos uma nos Açores). Um dia depois, Inglaterra e a Holanda disputam a outra meia-final, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, também às 19h45.

Os vencedores disputam a final da primeira edição da Liga das Nações, em 09 de junho, no Estádio do Dragão, em encontro com início às 19:45, enquanto os vencidos decidem no mesmo dia a atribuição dos terceiro e quarto lugares, no Estádio D. Afonso Henriques, às 15 horas


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.