Novas metas para o emprego a 27


 

Lusa/AO On line   Nacional   21 de Out de 2010, 06:38

 A União Europeia aprova hoje, no Luxemburgo, as novas diretrizes para a política de emprego nos 27, estabelecendo como objetivo que 75 por cento da população entre 20 e 65 anos deve ter trabalho daqui a dez anos, em 2020.

Os ministros do Emprego e Assuntos Sociais da União Europeia aprovam assim formalmente a proposta feita em março último pela Comissão Europeia, no âmbito da Estratégia Europa 2020 para modernizar o tecido social e económico.

A meta fixada anteriormente para 2010 era de 70 por cento, tendo Portugal conseguido alcançar uma taxa de 68,2 (dados de 2008), bastante acima da média da UE de 65,9 e da Zona Euro de 67,3.

Na área das políticas sociais, a Estratégia Europa 2020 também estabelece um outro grande objetivo, tirar pelo menos 20 milhões de pessoas para fora da zona de risco de pobreza e exclusão social.

Segundo dados do Eurostat de 2008 há nos 27 cerca de 120 milhões de pessoas em risco de pobreza e exclusão social.

Outros objetivos definidos, no projeto que hoje é aprovado no Luxemburgo, são a redução para menos de 10 por cento a taxa de abandono escolar na UE e fazer com que a percentagem de pessoas entre 30 e 34 anos com estudos superiores ascenda a 40 por cento.

As metas definidas a nível europeu devem ser transformadas por cada um dos Estados-membros em objetivos nacionais num projeto de reformas que cada país tem de entregar em Bruxelas até 12 de novembro.

O programa de reformas final será aprovado anualmente em abril, devendo em seguida as instância europeias analisar as estratégias nacionais para alcançar as metas europeias


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.