Crime de guerra

Naomi Campbell testemunha no julgamento de Charles Taylor

Naomi Campbell testemunha no julgamento de Charles Taylor

 

Lusa / AO online   Internacional   5 de Ago de 2010, 11:59

A manequim britânica Naomi Campbell declarou esta quinta-feira no Tribunal de Haia que tinha recebido "pedras com aspecto sujo", que pensa terem sido oferecidas por Charles Taylor depois de um jantar organizado por Nelson Mandela em 1997.
“Eu estava a preparar-me para dormir, bateram à minha porta e abri. E dois homens estavam lá e deram-me uma pequena bolsa e disseram: 'um presente para si' ”, declarou a manequim quando declarava como testemunha no Tribunal especial para a Serra Leoa.

"Abri a pequena bolsa no dia seguinte de manhã”, adiantou Campbell, referindo que então “viu algumas pequenas pedras, pedras muito pequenas com aspeto sujo”.

Naomi disse ainda em Tribunal que tinha falado deste presente à sua agente Carole White e à actriz Mia Farrow, no dia seguinte durante o pequeno-almoço.

“Uma delas disse que era claramente da parte do (presidente liberiano da época) Charles Taylor e eu disse: 'suponho que sim' ”, adiantou a Campell.

A acusação contava com o testemunho da “top model” para demonstrar que Charles Taylor mentiu quando afirmou nunca ter possuído diamantes em bruto.

Taylor, cujo julgamento abriu em Janeiro de 2008, é acusado de ter dirigido em segredo os rebeldes da Frente revolucionária unida (RUF) em Serra Leoa através do fornecimento de armas e munições em troca de diamantes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.